Restaurante na gringa: como se virar pra fazer o pedido?

restaurante em ingles

Restaurante na gringa: como se virar pra fazer o pedido?

Arturo Barrera
Tempo de leitura 6 minutos

Restaurante na gringa: como se virar pra fazer o pedido?

Dizem que as melhores coisas da vida são comer e viajar… E não é à toa! Fala a verdade, quando você pensa naquela viagem dos seus sonhos, os restaurantes fazem parte de um dos pontos mais importantes do seu roteiro. Afinal, as comidas típicas de cada país compõem uma grande parcela da bagagem cultural do lugar que você está visitando.

Seja em férias ou a trabalho, você certamente vai querer experimentar tudo que tiver direito da culinária local. E você não está errado!

Fazer um pedido em português você já sabe, mas na hora que estiver em um país estrangeiro, o inglês vai te ajudar muito nesse momento tão importante. Você saberia se virar com um cardápio em inglês? E conversar com um garçom num restaurante em inglês, como seria isso para você? Vamos te dar um guia rápido aqui para ter uma noção de como será essa experiência na sua próxima viagem. E, para isso ficar mais interessante, vamos pedir um pouquinho da sua imaginação.

STORY TIME!

Suponhamos que você está nos Estados Unidos, passeando com a pessoa que você gosta, e bateu aquela fominha. É hora do almoço! Ou seja, esse é o momento da verdade para provar que você tira de letra como fazer pedido no restaurante em inglês.

Vocês avistam um restaurante de comida caseira mexicana, afinal, o que não falta na culinária americana são inspirações dos sabores do México. Mas esse não é um restaurante mexicano como esses que estamos acostumados no Brasil, mas sim um local que serve refeições que possuem mais a cara do que os mexicanos de fato comem no cotidiano – assim como nós comemos arroz e feijão quase todo dia, mas em restaurantes de comida brasileira no exterior você provavelmente terá mais chances de encontrar algo mais próximo de uma feijoada, por exemplo.

“Welcome to our restaurant! Table for two?”

“Bem-vindos ao nosso restaurante! Mesa para duas pessoas?”, pergunta o garçom que recebe vocês dois na entrada. 

Você e sua @ são guiados até a mesa, e o garçom já entrega o cardápio. Vocês passeiam os olhos pelas páginas, e logo o garçom retorna com a pergunta:

“Are you ready to order?”

“Vocês estão prontos para fazer o pedido?”

Como vocês não conhecem o cardápio, nem o restaurante, e ainda por cima estão em um país estrangeiro, a resposta acaba sendo a pergunta clássica de todo turista:

Which dish do you recommend? We are Brazilian and want to try something that tastes truly Mexican!” 

Qual prato você recomenda? Nós somos brasileiros e queremos provar algo que tenha um sabor verdadeiramente mexicano!”, você pergunta ao garçom.

O garçom, que logo entende que vocês querem comer algo que fuja dos clássicos tacos e burritos, já tão populares no Brasil, resolve então inovar na indicação: ele vai te apresentar um prato que leva chuchu como ingrediente principal. 

“In this case, I’ll recommend you this chicken and chayote soup! It’s a very popular meal at Mexican homes, a truly comfort food.”

“Neste caso, vou te recomendar esta sopa de frango e chuchu! É uma refeição muito comum nos lares mexicanos, uma verdadeira comida reconfortante”, te informa o garçom. 

Chuchu como ingrediente principal de uma refeição!? Por essa você não esperava, né? Esse é o brilho das diferenças culturais e tudo o que você pode aprender com elas: provavelmente você já deve ter ouvido falar que chuchu é sem gosto, ou sem graça, mas a verdade é que tudo pode ser bem gostoso. Inclusive o chuchu, ou melhor dizendo: chuchu em inglês, o chayote!

“It may sound like a simple dish, but it’s actually very tasty and delicious! It comes with other ingredients too, like carrots and green onions, but the core of the recipe is really the chayote and the chicken.”

“Pode soar como um prato simples, mas na verdade é muito saboroso e delicioso! Vem com outros ingredientes também, como cenoura e cebolinha, mas o coração da receita é realmente o chuchu e o frango”, explica o garçom.

Mas já que estamos em um restaurante mexicano, tem uma dúvida não sai da sua cabeça:

Is it too spicy?”

É muito apimentado?”, você pergunta com os olhos levemente arregalados. 

“Only if it’s your desire, sir! The recipe of our restaurant has chopped jalapeños in its original ingredient list, but we can take it out if you’re not much of a fan of peppers”

“Apenas se você desejar, senhor! A receita do nosso restaurante leva jalapeños picados na lista original de ingredientes, mas podemos retirar se vocês não forem tão fãs de pimentas”, fala com franqueza o garçom. 

Você e sua companhia se encaram e, sem precisar trocar palavras em português, chegam à conclusão apenas com o olhar: Se é para experimentar algo novo, vocês querem a experiência completa! 

“Don’t bother removing it. We will want two chayote soups, with jalapeños and all!”

“Não se preocupe em retirar [a pimenta]. Vamos querer duas sopas de chuchu, com jalapeños e tudo!”, você fala com um sorriso largo que só mesmo um turista empolgado com a aventura poderia ter.

Decidida a comida, ainda falta um ponto muito importante do pedido: a bebida!

And the beverages, have you guys already made your choice? The michelada is our classic signature drink: it’s basically beer, lemon, salt and pepper sauce all mixed up. It may sound weird at first, but it’s a very refreshing and unique taste.”

E as bebidas, vocês já fizeram a escolha de vocês? A michelada é o nosso clássico drink de assinatura: é basicamente cerveja, limão, sal e molho de pimenta misturados. Pode soar estranho a princípio, mas possui um sabor muito refrescante e único”, já recomenda o garçom antes mesmo que vocês perguntem. 

“I’m driving today, do you have a non alcoholic recommendation for me?

“Eu estou dirigindo hoje, você tem uma recomendação não alcoólica para mim?” – Afinal, não é porque você está curtindo uma viagem que a prudência pode sair do primeiro lugar, né?

“In this case, I will recommend you our Jamaica water, that is basically a very refreshing hibiscus flower iced tea.”

“Neste caso, vou te recomendar nossa água da Jamaica, que é basicamente um chá gelado de flor de hibisco bastante refrescante”, te recomenda o garçom. 

“So we will want one michelada and one Jamaica water, please!”

“Então nós vamos querer uma michelada e uma água da Jamaica, por favor!”, você responde.

Ótimas escolhas feitas no cardápio, só resta ao garçom dizer “Estarei de volta em breve com seu pedido!”, ou melhor dizendo: “I will be right back with your order!

E você não será mal educado de não responder com um sonoro “Thank you!”, né? 😉

Viu como o diálogo em inglês entre duas pessoas no restaurante pode não ser tão complicado se você estiver com o inglês em dia? Fora que você consegue fugir de situações que talvez não sejam do seu agrado, como uma comida muito apimentada ou algum ingrediente do qual você não gosta – Imagina se você odeia chuchu e acaba pedindo justamente um prato com esse ingrediente? 

Fuja de todas as ciladas possíveis aprendendo inglês com a Open English! Comece hoje mesmo e pratique desde já com nossos professores americanos para não passar aperto quando for comer fora do país.

Comentários