5 maneiras de dizer obrigado em inglês

Alguém foi muito gentil com você enquanto você estava viajando? Você tem algo a agradecer para uma pessoa que não fala português? Vamos compartilhar hoje 5 maneiras de dizer obrigado em inglês para que você consiga se expressar corretamente e sem precisar ser repetitivo.

1. THANK YOU! – Obrigado(a)!
Essa é a mais comum e provavelmente a que você mais escutou por aí. Seu uso é informal e comum, perfeito para o dia a dia. Você também pode dizer apenas “thanks”.

2. I APPRECIATE IT! – Eu te agradeço!
Em geral, essa é usada quando alguém fez algo por você e você só percebeu depois. É um pouco mais formal e tem uma carga emocional maior que “Thank you”.

3. I’M VERY GRATEFUL! – Estou muito agradecido(a)!
Essa expressão não é informal, mas ideal para situações especiais em que te fizeram um grande favor ou que te ajudaram muito, pois tem uma carga emocional bem alta.

4. THANKS A LOT – Muito obrigado(a)!
Essa é bem coloquial, e também pode ser usada de forma irônica quando alguém NÃO te ajuda.

5. YOU SHOULDN’T HAVE! – Não precisava!
Essa expressão você pode usar quando ganhar um presente estiver se sentindo mimado(a) – no bom sentido, claro!

Esperamos que essas 5 maneiras de dizer obrigado em inglês te ajudem bastante! Se você quiser aprender inglês mais rápido, comece hoje com a Open English! Clique aqui para começar.

Como falar as horas em inglês?

E agora? Como perguntar que horas são em inglês?

Do momento que abrimos os olhos ainda na cama até deitar novamente, vivemos em função do tempo. Ficaram para trás os dias em que a nossa única preocupação era fazer a lição de casa… Naquela época, o tempo era medido com a hora de ir pra escola, a hora do lanche e a chegada do seu pai em casa no fim do dia.

Mas, já dizia Cazuza que “o tempo não para”. Estamos presos a ele onde quer que estejamos e em todos os momentos – seja contando os dias para as férias (não) acabarem ou os minutos imprescindíveis para chegar a tempo em uma reunião de trabalho importante. E como você gosta de pensar alto (nós também!), será inevitável lidar com as horas em inglês. E hoje vamos ajudar você a se tornar um expert:

A forma mais comum e direta de perguntar as horas em inglês é:

What time is it? – Que horas são?

Mas lembre-se, mesmo que essa forma seja a mais direta, é importante manter a cordialidade e perguntar de forma amigável. Se você estiver em um ambiente formal ou com pessoas que você não conhece, o ideal é perguntar…

Excuse me (sir / miss), could you please tell me what time is it? – Com licença (sr(a).), pode me dizer que horas são, por favor?

Ou algo mais curto, como…

Excuse me, could you tell me the time, please? – Com licença, você pode me dizer que horas são, por favor?

Para responder, é bem simples:

“It is…” ou “It’s…” – São…

A estrutura da resposta é:

It’s + minutos + past to + hora atual
It’s + minutos + to + hora seguinte

Por exemplo:
9h10 → It’s ten past nine
10h50 → It’s ten to eleven

Outra resposta correta também é:

It’s + hora + minutos

Exemplo:
4h30 → It’s four thirty
11h14 → It’s eleven fourteen

Quando a pergunta é sobre o horário em que algo começa ou termina, basta usar a preposição “at”, por exemplo: At what time is the meeting? – A que horas é a reunião?

Você também pode falar as horas de maneira mais visual, o que torna ainda mais fácil de memorizar o relógio em inglês!

“o’clock” é uma contração que significa “em ponto”
“a quarter past…” = … e quinze
“half past” = … e meia
“a quarter to” = quinze para as…

Print

Você também pode definir o período do dia – manhã, tarde e noite:

9:00 AM → nine o’clock in the morning
5:15 PM → quarter past five in the afternoon
7:30 PM → half past seven in the evening
10:00 PM → ten o’clock at night

Aprenda também outras palavras e frases relacionadas às horas em inglês para melhorar seu vocabulário:

Watch – relógio (de pulso ou de bolso)
Clock – relógio de parede
Noon / midday – meio dia
Midnight – meia noite
My watch is fast / slow – meu relógio está adiantado / atrasado

Na Open English, você encontra todas as ferramentas que você precisa para aperfeiçoar seu aprendizado e alcançar a fluência em inglês. Matricule-se agora!

E-mail de trabalho em inglês: 4 dicas para escrever corretamente

Boa parte da comunicação hoje em dia é feita via internet. Combine isso ao fato de que, ao abrir seu próprio negócio, é imprescindível cogitar o mercado estrangeiro. Pronto: você já sabe que precisará escrever e-mails em inglês.

Para o post de hoje, A Open English preparou esse guia com várias opções de perguntas e respostas comuns para você escrever e-mails de trabalho em inglês com um tom bem profissional.

1. Assunto (Subject)

O assunto é o tema do e-mail. Ele deve ser claro, curto e conciso.

Por exemplo:
Information request: Solicitação de informação
Application for Marketing Assistant position – João Neto da Silva CV: Candidatura para a vaga de Assistente de Marketing – João Neto da Silva CV
Agenda for meeting Nov 10 at 10AM: Pauta para a reunião de 10/11 às 10h
Nov 10 meeting – follow up and next steps: Reunião de 10/11 – acompanhamento e próximos passos

2. Cumprimentos

Comece seu e-mail cumprimentando a pessoa. Como estamos falando de um e-mail de trabalho em inglês, você pode começar com “Dear” (Prezado/a):

– Dear Mr. Smith or Mr. John Smith
– Dear Mrs. Smith or Mrs. Jane Smith (caso seja uma mulher casada)
– Dear Miss Smith or Miss Jane Smith (caso a mulher seja solteira)
– Dear Ms. Smith ou Ms. jane Smith (caso seu estado civil seja desconhecido, esta é a forma mais apropriada para dirigir-se a uma mulher).

Caso você não conheça o destinatário ou o nome das pessoas no e-mail, o tratamento recomendado é:

Dear Sirs (prezado senhores): para dirigir-se a um grupo e pessoas desconhecidas ou a um departamento.
Dear Sir or Madam: (Prezado Senhor ou Prezada Senhora)
To whom it may concern: (A quem interessar possa)

3. O corpo do e-mail (e-mail body)

No corpo do e-mail, você deve explicar o motivo do seu contato. Nossa sugestão é que você use frases claras e precisas – evite frases muito longas. Você pode começar da seguinte maneira:

I am writing in reference to… (Estou escrevendo sobre…)

Se você está solicitando informações, você pode começar com uma frase como:

I would appreciate it if you could send me detailed information about… (eu agradeceria se o senhor pudesse me enviar mais informações sobre…)
Would you please send me more information about…? (O senhor poderia me enviar mais informações sobre…., por favor?
I am interested in … and I would like to know… (Tenho interesse em… e gostaria de saber se…)

Se você está escrevendo em nome de outra pessoa:

– I am writing on behalf of Mr. João Silva regarding… (Estou escrevendo em nome do Sr. João Silva a respeito de…)

Se você está enviando arquivos anexos:

Attached please find the documents regarding…
Please find enclosed the documents regarding…
(Anexos, estão os documentos a respeito de…)

4. Encerramento e despedida

Para terminar um e-mail de trabalho em inglês, você pode agradecer a atenção prestada ao seu e-mail e/ou também se colocar à disposição para oferecer mais informações ou para marcar uma reunião.

Exemplos:
Thank you for your assistance in this matter. (Obrigado por sua ajuda nesse assunto)
If you need any further assistance, do not hesitate to contact me. (Se o senhor precisar de mais ajuda, não hesite em falar comigo)

Para finalizar, inclua uma frase de despedida e sua assinatura:

Yours sincerely
Best / Warm / Kind regards

Comece a praticar esse estilo profissional de e-mail de trabalho e inglês.

E lembre-se: se você quer expandir os resultados do seu negócio, a Open English te ajuda a falar inglês fluentemente. Nossa plataforma tem aulas ao vivo e particulares a cada meia hora, com professores nativos. Assim, você pode estudar onde e quando quiser, a partir do seu dispositivo favorito.

Você trabalhou duro para estabelecer seu negócio. Agora, você precisa falar inglês fluentemente para ter uma ferramenta de comunicação que leve seu produto ou serviço para o mercado internacional.

Comece hoje com a Open English.

5 mitos e verdades sobre morar no exterior

Fato: cada vez mais pessoas têm vontade de morar no exterior, seja para estudar, trabalhar, conhecer o mundo (ou simplesmente encontrar a si mesmos).

 

O propósito da viagem geralmente determina a duração dessa experiência, além das condições e do investimento. Por isso, é preciso considerar uma série de fatores na hora de tomar essa decisão. Por exemplo: você fala a língua do país para onde está indo ou alguma outra que possibilite a comunicação, como o inglês?

 

É importante ter em mente qual é o objetivo de morar no exterior. Porém, mais que isso, é fundamental viajar com a mente aberta e saber que sua experiência não tem e nem deve ser como as outras que você já teve, ou que ouviu falar por aí.

 

Como nós queremos te ajudar, preparamos alguns conselhos para que você se livre de preconceitos e analise, a partir de fatos, o que você vai encontrar em outros lugares, o possível choque cultural que você vai enfrentar e, sobretudo, o quão factível será esta mudança.

 

  1. Viajar acompanhado pode ser mais fácil, mas não necessariamente melhor.

Quem vai morar no exterior acompanhado de um amigo ou cônjuge se sente menos sozinho e sente menos falta de casa, o que pode determinar sua permanência neste novo país. No entanto, quando você vai acompanhado, as possibilidades de interação com os nativos diminuem e você também estará menos propenso a passar por novas situações.

 

  1. Você é você e os outros são os outros.

Sim, é importante se adaptar e se misturar, mas tentar ser exatamente como as pessoas de outro país pode gerar uma série de frustrações, já que sua cultura é diferente. O ditado “quando em Roma, faça como os romanos” é muito prático, mas tem lá suas limitações. Não é só porque você está nos EUA que você tem que ir a todos os jogos de basquete ou baseball, se você gosta muito mais de futebol, né?

 

  1. Um subemprego no exterior continua sendo um subemprego.

Trabalhar em uma função que você jamais exerceria em seu próprio país pode ser fatal. Acreditar que sua felicidade chegará assim que você descer do avião, sem pensar nas condições de trabalho ou sua área profissional pode ser um grande erro. Tente sempre encontrar um trabalho do qual você desfrute, onde quer que seja.

 

  1. Você não vai sofrer preconceito dos nativos.

Existem países mais ou menos amistosos, mas isso também tem muito a ver com seu segmento de trabalho e como você se comporta em um ambiente desconhecido. Muita gente diz que há mais preconceito entre estrangeiros vivendo em outros países do que por parte de nativos desses países. O importante é ter seus valores sempre claros e de forma amigável, e nunca fazer imposições.

 

  1. Falar bem o idioma local ajuda, e muito.

Pois bem, ninguém espera que você chegue ao país já fluente no idioma local, mas se você pretende ficar por lá e conseguir um bom emprego ou uma vaga em uma universidade, não deixe a língua local de lado. Encontre um bom curso de inglês (ou o idioma de seu país de destino) que também ensine sobre a cultura e os costumes do país, e assim vai ser muito mais fácil interagir com as pessoas.

 

Boa viagem e sucesso!