Aprenda a diferença entre falar inglês americano, britânico e australiano

Você já deve saber que aqui no Brasil algumas pessoas chamam mandioca de macaxeira lá pelo Nordeste, ou de aipim mais pro Sul. Você também sabe que São Paulo e Rio de Janeiro travam um debate infinito sobre “biscoito vs. bolacha” e que às vezes as gírias e expressões de um estado formam sua completa identidade, certo? Bom, quem sabe esse seja um dos motivos para que o português seja considerado uma das línguas mais difíceis do mundo!

Mas veja só, no inglês não é diferente! A diferença é que ao invés da língua mudar só pelos estados, também muda num quesito global! Existem palavras totalmente diferentes para a mesma coisa nos Inglês dos Estados Unidos, inglês britânico e inglês da Austrália! Interessante, não é?

 

Esse é o motivo que você encontra até mesmo nativos desses países confusos sobre a ortografia de uma palavra, até porque tem mais de um jeito certo! Por exemplo, no inglês americano a palavra para “cor” é “color”, já no inglês britânico o certo é “colour”. A curiosidade é que, caso alguém não conhecesse a diferença entre esses países, esse “u” ou a falta dele poderia fazer o leitor pensar que é um erro gramatical.

 

Os australianos mal pronunciam o “r” no meio das palavras e também tendem a encurtar muitas palavras para diminutivos com o final ‘o’. Assim, “station service” se torna “servo” e “afternoon” torna-se “Arvo” etc.

No inglês australiano, o sotaque está entre o inglês britânico e americano.

 

Por isso, é sempre importante saber um pouco sobre o país antes de conhecê-lo. Assim, você pode ter certeza que você não está contrariando nada em quesito de cultura e não correr o risco de não ser entendido caso esteja tentando falar alguma palavra do inglês da austrália na Inglaterra!

 

Pronúncia:

 

Existem algumas diferenças, como por exemplo na sílaba que recebe maior entonação ou o som das vogais em cada país ou ainda, regiões desses países. Até aí tudo bem, porque no Brasil acontece o mesmo! No alfabeto do inglês, a letra que mais afeta a pronúncia das palavras é a “R”.  Por exemplo, no inglês dos Estados Unidos o “R” é pronunciado muito mais claramente do que no inglês Australiano e Britânico, que quase sempre é silencioso. Um exemplo disso é a palavra “carro”, “car” em inglês, onde o britânico pronúncia apenas “CáA”, já o americano marca o “R” com “CáR”.  Para completar, no inglês australiano tudo é muito peculiar! Como já citamos, isso porque muitos sons e fonéticas são eliminados em palavras ou frases inteiras. Um exemplo comum é que os australianos ao invés de pronunciar “Have a good day” (Tenha um bom dia), eles apenas optam por falar “G’day”.

 

Ortografia:

 

Como já demos de exemplo, algumas palavras entre esses tipo de inglês tem uma letra a mais ou a menos. Você pode pegar como exemplo a palavra “Avião”, que no inglês dos Estados Unidos se escreve “airplane”, enquanto os britânicos utilizam “aeroplane.” Logo, a pronúncia para o inglês da Inglaterra tem a letra “o” muito mais audível. Outra coisa que muda entre os três países é o “our” no final das palavras, como por exemplo: color, flavor.  Na Inglaterra e na Austrália, essas palavras são escritas com “ou” no fim, sendo assim “colour” e “flavour”, já o inglês americano mantém apenas o “or”. Além disso, também apresentam diferenças nas palavras com o fim em “er”: os americanos pronunciam o “er”, como na palavra “Entertainer” (Animador), já os britânicos e australianos pronunciariam como “enterteiná”, com a sílaba aberta. Também temos a diferença em palavras com o fim em “ize”! Os americanos usam “ize” enquanto os australianos e britânicos finalizam as mesmas palavras com “ise”, como por exemplo “Realize”, “Realise” (Perceber).

 

Vocabulário:

 

Com tantas pequenas diferenças, é claro que algumas palavras do vocabulário seriam diferentes. Separamos uma lista de palavras totalmente diferentes no inglês dos Estados unidos, inglês da Inglaterra e Austrália:

 

INGLÊS AMERICANO INGLÊS BRITÂNICO INGLÊS AUSTRALIANO
FALL AUTUMN AUTUMN
PANTS/SLACKS TROUSERS TROUSERS/SLACKS
UNDERWEAR/BRIEFS/

JOCKS

PANTS/UNDIES UNDIES/GRUNDIES

UNDERDECKS

THONGS/G-STRING THONGS G-STRING
FLIP-FLOPS FLIP-FLOPS THONGS
GARTER BELTS SUSPENDERS GARTER BELTS/

SUSPENDERS

PACIFIER DUMMY DUMMY
ERASER RUBBER RUBBER
CONDOM RUBBER FRANGERS
BACHELOR PARTY STAG NIGHT/PARTY BUCKS PARTY
STAG NIGHT
BACHELOR PARTY
BACHELORETTE PARTY HEN NIGHT
PARTY
HEN NIGHT
PARTY
RUCKSACK SACK BAG
RESTROOM BATHROOM BATHROOM
NIGHTSTAND BEDSIDE CABINET

CUPBOARD

BEDSIDE CABINET

CUPBOARD

BUG BUG BEETLE
GUY LAD BLOKE
RESERVATION BOOKING BOOKING
JANITOR CARETAKER CARETAKER
DUVET DUVET DOONA
SWEATER JUMPER JUMPER
APARTAMENT FLAT FLAT/UNIT
FINISH QUIT QUIT
SIDEWALK PAVEMENT FOOTPATH
PAVEMENT
SHIPPING FREIGHT FREIGHT
BANGS FRINGE FRINGE
GREETING CARD NOTE CARD NOTE CARD
SOCCER FOOTBALL FOOTBALL
ELEVATOR LIFT LIFT
DRUGS MEDICINE MEDICINE
CABLE TV PAY TV PAY TV
ELEMENTARY SCHOOL PRIMARY SCHOOL PRIMARY SCHOOL
TRASH RUBBISH RUBBISH
STORE SHOP SHOP
POLL SURVEY SURVEY
CART CART TROLLEY
FLASHLIGHT TORCH TORCH
WARDROBE CLOSET CLOSET
DIAPER NAPPY NAPPY
SANDSHOES
GYM SHOES
TRAINERS

JOGGERS

TRAINERS

JOGGERS

COOKIES BISCUITS BISCUITS
BICCIES
DINER CAFE CAFE
CHOCOLATE CHOCOLATE CHOCCY
FROSTING ICING ICING
JELLY JAM JAM
CANDY SWEETS LOLLIES
CANTALOUP CANTALOUP ROCKMELON
SODA SODA SOFT DRINKS
AIRPLANE AEROPLANE AEROPLANE
PARKING LOT PARKING LOT CAR PARK
MOTORCYCLE MOTORBIKE MOTORBIKE

 

Outra diferença é o uso de adjetivos ao invés de advérbios no inglês americano. Por exemplo, ainda que seja um inglês totalmente informal e gramaticalmente seja considerado errado, um americano diria “You did good”, o que seria um adjetivo no sentido da ação que a pessoa fez ter sido algo bom, já no inglês britânico seria usado o “You did well” no caso advérbio, indicando que o que a pessoa fez foi algo bom, não só ação.

Uma diferença muito comum é a formação do pretérito de alguns verbos irregulares. A tendência no inglês americano é usar o particípio passado como a forma do pretérito. Exemplos incluem “shrunk” como o pretérito de “shrink” em vez de “shrank” e “seen” como o passado de “see” em vez de “saw”. Outra diferença notável é usar o verbo igual, tanto para o tempo passado como para o presente!  

Outra coisa interessante é o uso do gerúndio ao invés do infinitivo em situações casuais!

Exemplo:

“Nice meeting you” no gerúndio, usado por americanos no fim da conversa, para reforçar que foi bom conhecer a pessoa. Já no inglês britânico seria “Nice to meet you”, no infinitivo.

No inglês britânico a expressão “Nice to meet you” pode ser usada também quando se encontra alguém. Os britânicos apenas usam “Nice meeting you” depois de uma reunião ou algum compromisso que foi agendado previamente, ou seja: no fim da conversa. Essa distinção entre gerúndio e infinitivo não existe no inglês americano.

Você pode aprender mais inglês e suas variações com a Open English! Nossos professores são nativos americanos e você pode fazer quantas aulas ao vivo quiser, 24 horas por dia! Elas começam a cada meia hora e você tem contato com outros alunos que também estão aprendendo no mesmo nível que você.

 

Aprenda inglês de verdade com a Open English: Comece hoje!

Entenda os tempos verbais do inglês

Se você está acostumado com a língua portuguesa, você vai aprender os tempos verbais em inglês super fácil! Nesse post, a Open English vai ensinar o que você precisa saber para montar frases e algumas de suas fórmulas para cada tempo verbal. Assim fica fácil!

Vamos lá?

 

PRESENTE – PRESENT SIMPLE TENSE:

O present tense é usado quando uma ação está acontecendo no momento, quando ocorre com frequência, ou ainda recorrente. Dependendo da pessoa que o verbo é conjugado, o tempo present simple é formado usando a forma comum do verbo (por exemplo, run) e se adiciona “s” ou “es” (para verbos irregulares) e “ies” para verbos terminados em “y”, como study. ao final, caso seja sobre a terceira pessoa do singular (he/she/it).

Como usar:

Verbos regulares: he/she/it + verbo com s.
Verbos irregulares: he/she/it + verbo com es.

Exemplo:

She runs.
Ela corre.

She goes.
Ela vai.

 

PRESENTE PERFEITO – PRESENT PERFECT TENSE:

O tempo presente perfeito se refere à uma ação ou estado que ocorreu em um tempo indefinido no passado ou começou no passado e continuou até o presente momento. Um exemplo é alguém que estava esperando o trem e ficou impaciente na última hora.

Como usar: have/has + o verbo particípio passado.

Entenda melhor:

  1. Sempre conta com have ou has se for a terceira pessoa do singular (he/she/it).
  2. É necessário utilizar o particípio do verbo, que é formado pela adição de “ed” ou “d” ao verbo, por exemplo: laughed (riu), walked (andou), cried (chorou). É importante lembrar que o inglês tem poucos verbos que têm passados particípios irregulares, como por exemplo: said, gone, known, eaten, felt, won, thought.

Dessa forma, você consegue entender como o presente perfeito dentro dos tempos verbais em inglês pode descrever algo que ocorreu em um tempo não específico no passado:

She has cried a lot since then.
Ela tem chorado bastante desde então.

 

PRESENTE CONTÍNUO – PRESENT CONTINUOUS:

O presente contínuo é responsável por apontar uma ação ou condição está acontecendo no exato momento, frequentemente, ou que ainda pode continuar no futuro (em andamento). Imagine que algo está acontecendo no exato momento em prol de algo que irá ocorrer mais tarde.

Como usar:
to be [am, is, are] + verb + ing [present participle]

Exemplo:

Camila is warming up while her boyfriend Kyle looks for their personal trainer. They are training for the marathon today.

Camila está se aquecendo enquanto seu namorado Kyle procura o personal trainer dos dois. Eles estão treinando para a maratona hoje.

Importante: Não é necessário usar esse tempo para verbos que não mostram mudança no estado de uma ação, como por exemplo, caso seja uma opinião! Esses verbos podem permanecer no presente simples.

Confira:

❌ Incorreto: Harry is preferring to eat bananas than to eat a burger full of calories.

✅ Correto: Harry prefers to eat bananas than to eat a burger full of calories.

 

FUTURO – FUTURE TENSE:

O futuro é usado para coisas que ainda vão acontecer, ou seja, mais tarde, amanhã, na próxima semana, no próximo ano, daqui há anos.

 

FUTURO SIMPLES – SIMPLE FUTURE TENSE:

Esse tempo é usado para se referir à coisas que ainda estão para acontecer.

Como usar: will + forma comum do verbo.

Confira os exemplos:

I will do that when I can.
Eu vou fazer aquilo quando eu puder.

She will work there soon.
Ela vai trabalhar lá logo.

Quando é uma coisa que vai acontecer logo e com certeza, você também pode usar “going to”! A diferença dele para o “will”, é que esse é usado para quando você sabe quando vai realizar a ação e que será logo, já o “will” é sobre um futuro que não se sabe exatamente quando é. Aprendendo esses detalhes, fica mais fácil saber tudo sobre tempos verbais em inglês.

Como usar: to be + going to + forma comum to verbo.

I am going to work there next week.
Eu vou trabalhar lá semana que vem.

We are going to watch that movie on sunday.
Nós vamos assistir aquele filme no domingo.

 

FUTURE PERFECT – FUTURO PERFEITO:

Esse tempo verbal é usado quando algo no futuro vai terminar antes de outro acontecimento, também no futuro. Por exemplo, imagine que você está marcando de sair com os amigos para alguma festa, mas você só pode em um horário mais tarde e até você chegar lá, a festa terá acabado!

 

Como usar: will have + verbo no passado participio

Exemplo:
When you get there, the party will have ended.
Quando você chegar lá, a festa terá acabado.

Portanto, esse tempo verbal só é usado caso algo vá acabar em um tempo específico para acontecer, que prejudicará outra ação.

 

FUTURO CONTINUO – FUTURE CONTINUOUS:

Esse tempo verbal é usando quando algo no futuro vai acontecer por um certo tempo que você já sabe qual é. Vamos supor que você vá assistir um filme em determinada hora!

Como usar: will + be + forma comum do verbo com ing (ou seja, presente particípio).

Exemplo:

I will be arriving exactly when the film starts.
Eu estarei chegando exatamente quando o filme começar.

Importante: Esse tempo verbal só pode ser usado para verbos que indicam uma ação física. Isso significa que verbos como “know” (saber) e “be” (ser), devem ser mantidos em sua forma comum.

✅ Correto: I will be loved.
             Eu serei amada.

❌Incorreto: I will being loved.

 

FUTURO PERFEITO CONTÍNUO – FUTURE PERFECT CONTINUOUS:

Esse tempo verbal é usado para quando alguma ação, que pode ter começado no presente ou no passado, ainda terá continuidade em algum ponto do futuro. Por exemplo, vamos supor que você vá terminar mais um ano da faculdade.

Como usar: will + have + been + forma comum do verbo com ing (ou seja, presente particípio).

Exemplo:

At the end of this year, I will have been studying at college for five years.
No fim desse ano, eu estarei estudando há cinco anos.

Importante: Verbos que não apresentam ação física (como saber, ser – know, be), não fazem parte do futuro perfeito contínuo. Esses simplesmente se encaixam no futuro perfeito.

Veja o exemplo:

Incorreto: On the end of this week I will have been knowing his secret for a year.
Correto: On the end of this week I will have known  his secret for a year.
             No fim dessa semana eu terei sabido do segredo dele por um ano.

 

PASSADO – PAST TENSE:

Assim como no português, o nos tempos verbais em inglês, o passado é usado para descrever coisas que já aconteceram: por exemplo, no início do dia, ontem, semana passada, anos atrás.

Para verbos regulares, adicione ao verbo o “ed” ou apenas “d”, se o verbo já terminar em “e”.

 

VERBO PASSADO
TALK TALKED
LOVE LOVED
WALK WALKED

 

Importante: É um pouco diferente caso esses verbos sejam irregulares. A notícia boa é que eles ficam muito parecidos com a forma comum do verbo, de só uma olhada:

VERBO PASSADO
SET SET
PUT PUT
CUT CUT
HIT HIT
COST COST

 

Para outros verbos irregulares, incluindo o verbo ser, o passado simples é diferente:

VERBO PASSADO
AM/IS WAS
ARE WERE
BUILD BUILT
DO DID
SEE SAW
GO WENT

 

PASSADO PERFEITO – PAST PERFECT:

O passado perfeito é para falar sobre algo que aconteceu antes de outro acontecimento, também no passado. Por exemplo, vamos supor que você acordou um dia para caminhar e quando voltou, encontrou um gato na porta da sua casa.

Como usar: had + presente partícipio.

Exemplo:

I had to do that before class.
Eu precisava fazer isso antes da aula.

 

PASSADO CONTÍNUO – PAST CONTINUOUS:

Esse tempo fala de uma ação ou estado contínuo que estava acontecendo em algum momento no passado.

Como usar: to be + terminação em ING na forma comum do verbo.

It was raining every day that autumn.
A chuva estava caindo todos os dias naquele outono.

Você também pode fazer o uso para descrever algo que estava acontecendo, porém outra ação interrompeu.

Harry was singing until he fell on the stage.
Harry estava cantando até que caiu no palco.

Esse tempo também pode deixar claro algo que estava acontecendo em um momento preciso no passado.

At ten o’clock I was sleeping.
Às dez em ponto eu estava dormindo.

Além disso, pode se referir a uma ação comum no passado:

He was dating a lot those days.
Ele estava namorando muito naqueles dias.

Importante: Ainda que não existam muitas irregularidades para esse tempo, alguns não podem ser usados no past continuous.

❌Incorreto: She was arriving at night.
✅  Correto: She arrived at night.
Ela chegou à noite.

 

PASSADO PERFEITO CONTÍNUO – PAST PERFECT CONTINUOUS:

A diferença entre  o passado perfeito contínuo e o presente perfeito contínuo, é que ao invés de falarmos de algo que aconteceu no passado e durou até o presente, nesse caso apenas usamos o passado perfeito contínuo para falar de um momento que começou no passado e durou até outro certo momento, também no passado! Assim, os tempos verbais em inglês trazem uma variedade de oportunidades no emprego da língua:

Como usar: had been + (forma comum do verbo + ing).

I had been studying a lot for 5 years when I finally got into college.
Eu estava estudando muito por 5 anos quando eu finalmente entrei na faculdade.

Aprendeu? Existem muitas variações dos tempos verbais em inglês que você vai ficar empolgado em aprender, assim como formar perguntas e frases negativas! Na Open English você aprende com milhares de exercícios e aulas ao vivo com professores americanos!

 Comece hoje!