Bem-vindo à Open English! Quem somos? Como funciona o curso?

A Open English foi criada não apenas para ajudá-lo a aprender inglês, mas para falar o idioma com segurança e fluência!
E para desenvolver um método inteligente, que atingisse esse objetivo, combinamos muito conhecimento, criatividade, interatividade e tecnologia, numa fórmula que a gente não cansa de aperfeiçoar.

O resultado? Um curso de inglês diferente de tudo o que você já viu! Divertida e eficiente, a Open English já ajudou milhares de alunos a dominar o inglês e continua colocando outros milhares no caminho certo para a fluência no idioma.

Convidamos você a assistir o tutorial a seguir, para que possa ver um pouco de como funciona nosso curso na prática. Aqui você conhecerá nossa plataforma de estudo e um pouco da nossa metodologia.

Estamos esperando por você. Chegou a sua hora de aprender inglês!

Por dentro da plataforma da Open English, seu próximo curso de inglês

Provavelmente você já deve ter ouvido falar em plataforma de estudos ou plataforma de aprendizagem. Esse é o nome que damos ao programa que reúne todas as atividades, lições, práticas e aulas da Open English. Para acessá-la, os alunos inscritos em nosso curso de inglês devem estar conectados à internet e possuir um login e uma senha.

Uma vez conectado à plataforma da Open English, você pode criar um perfil e adicionar todas as suas preferências, para que possamos criar um curso só seu, que atenda a suas necessidades específicas.

Você também verá que toda semana elaboramos um plano de estudos específico para você, que é muito fácil de seguir e vai lhe garantir os melhores resultados no seu estudo.
Pode acreditar, no curso de inglês da Open English, você nunca está sozinho!

Assista ao tutorial abaixo e veja como é a plataforma da Open English. Aprender inglês online nunca foi tão fácil.

Pronto para começar? Então comece agora.

Por dentro dos exames de proficiência em inglês

Se você sonha em estudar nos Estados Unidos ou na Inglaterra, por exemplo, e já começou a caçar informações sobre como tirar os planos do papel e torná-los realidade, deve ter percebido que um dos requisitos básicos é um exame de proficiência.

Para cursar uma faculdade, fazer um MBA, uma pós, especialização, mestrado ou doutorado em um país de língua inglesa é necessário comprovar que você possui conhecimentos suficientes no idioma para acompanhar a matéria e conseguir expressar pensamentos complexos, sentimentos profundos e falar sobre teorias e assuntos abstratos em um inglês fluente, que vai muito além das frases úteis e do “vocabulário de turista”. Afinal de contas, você não está indo a passeio e educação, nestes países, é um assunto sério, já que as faculdades são geralmente muito caras e extremamente exigentes.

A maneira de atestar seu nível de inglês é prestar o exame exigido pela instituição que você pretende cursar, e conseguir uma nota final dentro da média estipulada pela mesma.

No entanto, a utilidade dos exames de proficiência vai muito além de ser um passaporte para uma universidade estrangeira. Mesmo aqueles que não se interessam em estudar fora do país só têm a ganhar, já que possuir uma certificação de inglês dá mais peso ao currículo, valida sua experiência e, em alguns casos, é requisito para ingressar em processos seletivos.

Fazendo uma pesquisa rápida, você descobrirá que existe um monte deles: TOEFL, TOEIC, IELTS, Cambridge… Mas qual a diferença entre cada um? Qual o mais adequado para o seu caso?

Para você se situar, separamos este comparativo super útil, publicado no jornal Estado de São Paulo. Venha conferir:

Saiba quais são as diferenças dos testes que certificam o conhecimento na requisitada língua estrangeira

EXAME TOEFL  CAMBRIDGE
Cambridge English
TOEIC  IELTS
Test of English as a Foreign Language Cambridge English Test of English for Internacional Communication IELTS Internacional English Language Testing System (Academic)
OBJETIVO Avaliar a proficiência na língua inglesa, principalmente em contextos acadêmicos Validação internacional do nível de inglês, acompanhamento do desenvolvimento linguístico no decorrer dos anos e diferencial no currículo Avaliar a proficiência na língua inglesa, principalmente em contextos de negócios Avaliar o nível de uso da língua inglesa no contexto acadêmico de ensino superior
UTILIDADES – Enriquecimento de currículo por meio de uma entidade reconhecida internacionalmente – Reconhecido por mais de 15 mil instituições ao redor do mundo para questões profissionais, de imigração e estudo -Enriquecimento do currículo – Enriquecimento de currículo
– Pré-requisito para ingressar em programas de mestrado e doutorado em algumas universidades brasileiras  – Importante feedback internacional e enriquecimento do currículo  – Pré-requisito para participar de alguns processos de seleção em empresas com capital estrangeiro – Pré-requisito para ingressar em universidades e cursos de pós-graduação em países como Grã-Bretanha, Austrália, Nova Zelândia e Canadá
– Acesso a bolsas de estudo em algumas instituições de ensino superior públicas e privadas – Diferencial para professores de língua inglesa
– Diferencial para professores de língua inglesa
FORMATO 140 questões de múltipla escolha com avaliação das habilidades auditiva, de leitura e de uso da língua inglesa Questões que avaliam as habilidades de compreensão e produção escrita e de compreensão e expressão oral 200 questões de múltipla escolha, com avaliação das habilidades auditiva, de leitura e de uso da língua inglesa Interpretação oral, interpretação de texto, redação e conversação (entrevista individual)
DURAÇÃO 115 minutos Média de 4h (depende do tipo de teste) 120 minutos 180 minutos
PONTUAÇÃO 310-667 Não existe. Certificado tem notas A, B e C 10 – 990 1-9 para cada parte do exame
VALIDADE Dois anos Não expira Dois anos Dois anos
PREÇO R$ 250 De R$ 215 a R$ 664 R$ 240 R$ 500
SERVIÇO www.ets.org www.cambridgeenglish.org www.ets.org www.ielts.org

Fonte: Jornal Estado de São Paulo, caderno .Edu – publicado em 28/04/2015
http://educacao.estadao.com.br/noticias/geral,conheca-os-exames-de-proficiencia-em-ingles,1677074


Vale lembrar que todos os exames são extremamente exigentes e é preciso estudar e se preparar bastante e com antecedência para se dar bem. Mas não precisa se preocupar! A Open English ajuda você chegar no resultado que você precisa!

Expressões em Inglês: “a white lie”

white lie = something that is not true and not very important.

When you tell a white lie, you say something that is not true because you want to be nice.

Telling the truth might make another person sad or unhappy. A white lie is when you tell an untruth about something small and not very important.

Susan: Did you see Samantha’s new dress?

Chelsea: Yes, I told her that I liked it, but it was very ugly.

Susan: Why did you say you liked it? That wasn’t true.

Chelsea: It was just a white lie. She was happy and I didn’t want to make her sad.

Did you get it? Let’s practice:

Comemorando o Dia das Mães nos Estados Unidos

Mãe é uma só

No Brasil, todo segundo domingo de maio é muito mais do que o dia de comer macarronada na casa dos pais ou da sogra. Já se ligou, né? Isso mesmo: Dia das Mães!

Mas não vá pensando que a comemoração só faz parte do nosso calendário. Praticamente em todo o mundo existe um dia especial (geralmente em março ou maio), reservado para homenagear nossas queridas mães. Afinal de contas, como diz o ditado popular, “mãe é tudo igual, só muda de endereço”. Então, não importa se ela mora em Salvador, Boston, Roma ou Taiwan, o que a gente quer mesmo é enchê-la de carinho e mimos para retribuir anos e mais anos de apoio e amor incondicional.

Nos Estados Unidos, por exemplo, a data é um feriado nacional muito antecipado, cheio de tradições bacanas, que podem ser ótimas inspirações para você planejar a sua próxima comemoração de Dia das Mães!

Mas antes de começar a fazer planos… por acaso, você sabe como tudo começou?

Origens

A figura materna vem sido honrada há milhares de anos, pelos mais diversos povos e civilizações, como os Gregos e Romanos. Já no século XVII, no Reino Unido existia um dia dedicado às mães conhecido como “Mothering Sunday”. No entanto, demoraria ainda 2 séculos até que os americanos passassem a adotar a data e criassem as bases para a comemoração nos moldes de hoje.

Originalmente, a ideia era estabelecer um dia que celebrasse tanto a paz, quanto a maternidade, e foi concebida por volta de 1870, pela autora do hino da república, Julia Ward Howe, tocada pela tristeza e desolação das milhares de mães americanas que haviam perdido seus jovens filhos durante a Guerra Civil. Howe conseguiu fazer com que uma dezena de cidades aderisse à comemoração, porém, com sua morte, a maioria dos locais acabou abandonando o costume, que caiu no esquecimento. A iniciativa só viria a ser retomada quase meio século mais tarde, capitaneada por Anna Jarvis. Finalmente, em 1914, o segundo domingo de maio foi declarado Dia das Mães e passou a ser adotado em todo o país.

 

Mãe sempre Presente

Pensar no Dia das Mães nos leva automaticamente a pensar em presentes. O que dar a quem nos deu a vida!? Olhando por este lado, fica difícil retribuir, mas a indústria e o comércio logo se encarregaram de cuidar deste dilema e faturar alto com a data.

Segundo o Censo Americano, são mais de 82 milhões de mães nos Estados Unidos! A gigante de cartões de aniversário e datas comemorativas, Hallmark, afirma que são gastos anualmente mais de $140 milhões de dólares em cartões para o Dia das Mães. E, de acordo com a Federação Nacional de Comércio e Varejo, essa data é a segunda mais lucrativa do ano, ficando atrás apenas do Natal, e movimentando mais de $16 milhões de dólares.


O típico Dia das Mães

Nos Estados Unidos, o entusiasmo por este dia se expressa, em grande parte, por meio do consumo. A caça ao presente ideal coloca filhos e filhas de todas as idades na trilha das melhores ofertas. Para acompanhar o presente, o cartão de parabéns é item indiscutível e obrigatório. Outro queridinho entre os presentes às mães são as flores, que rendem lucros multimilionários ao setor e, com certeza, representam seu maior filão durante o ano. No caso dos Estados Unidos, não vale qualquer uma. A flor “oficial” da data é o cravo vermelho, enquanto o branco é reservado à memória das mães que já partiram.

Outro presente clássico de Dia das Mães é o café da manhã na cama, o brunch ou um grande almoço reunindo a família em um restaurante bacana.  Lá, como aqui, a ideia é poupar a mãe de cozinhar. Segundo algumas fontes, 54,7% dos americanos levam suas mães para comer fora e comemorar a data.

Alguns presentes que também fazem sucesso entre os americanos são os vale-presentes, velas aromáticas, cestas de presentes repletas de cosméticos e mimos de beleza ou produtos gourmet e guloseimas, ou itens de decoração para a casa.


Vocabulário

Brunch  –  café da manhã emendado com o almoço de fim de semana (breakfast + lunch = brunch)

Candles – velas

Carnations – cravos

Flowers – flores

Gift basket – cesta de presentes

Gift card – cartão vale-presente

Greetings – parabéns, felicitações

Unconditional love – amor incondicional

Agora que você já sabe tudo sobre o tema, siga nosso blog e fique por dentro de outros costumes americanos. Fique ligado!

 

Seja expert em Star Wars e em Inglês!

Um feriado interestelar!

Você sabia que dia 4 de maio é considerado o dia oficial do Star Wars?

Ok… talvez você já tenha até ouvido falar nesta maluquice, mas sabe o porquê?

Em inglês, a célebre frase e lema Jedi, “que a Força esteja com você”, tem praticamente a mesma pronúncia da data. Olha só:

MAY THE FOURTH (data) MAY THE FORCE BE WITH YOU
4o de Maio Que a Força esteja com você
May: subs. maio (mês) may: v. aux. poder, ter permissão; possa
the: art. o the: art. a
fourth: n. quarto (ordinal) force: subs. Força
be: v. estar
with: prep. com
you: pron. você

Fourth (quarto) e force (força) são quase homófonas, ou seja, palavras com a mesma pronúncia mas que diferem na escrita e no significado. Lembre-se de que elas não soam exatamente da mesma forma, uma vez que a terminação “-th” não equivale foneticamente à terminação “-ce”.May (maio) e may (o verbo poder, no sentido de ter permissão) são homônimos, ou seja, palavras que têm (ou não) a mesma grafia e a mesma pronúncia, porém com significados distintos. Neste caso específico, existe uma pequena diferença de grafia: o mês é obrigatoriamente escrito em letra maiúscula.

Pronto! Agora além de expert em Star Wars, você também está sabendo tudo de inglês!

Dicas Para Você Economizar, Usando Serviços Online

Todo fim de mês, quando as contas chegam, você passa por um aperto?

Não é preciso entrar em pânico. Com algumas pequenas mudanças de hábito, é possível fazer seu rico dinheirinho render mais!

Uma das dicas unânimes dos especialistas em finanças pessoais é fazer da Internet sua melhor amiga e aliada do seu bolso. Veja como!

Compras pela Internet

De eletrodomésticos a cosméticos, passando por roupas, calçados, livros e o que mais puder imaginar, todos os segmentos estão muito bem representados na rede por websites de lojas renomadas e idôneas, nas quais você pode confiar. E, na maior parte das vezes, os preços praticados online são bem menores do que nas lojas físicas. Não bastasse isso, para atrair o consumidor, frequentemente estes sites promovem liquidações, promoções e vantagens, como cupons, frete gratuito ou descontos com pagamento no boleto bancário. Por isso, vale a pena ficar de olho naquele produto que você vem cobiçando e aproveitar quando ele estiver mais acessível.

Outro ponto a favor das compras online é a possibilidade de comparar preços e encontrar o melhor negócio, através de uma busca rápida. Se visitar muitos sites e fazer a pesquisa à mão parece uma tarefa ingrata, recorra a sites como o Buscapé.com, que faz a triagem por você, e ainda aponta o grau de confiabilidade de cada loja listada.

Existem também sites de compras coletivas, que oferecem desde pacotes de viagem a ingressos de teatro e jantares em restaurantes bacanas. Nestes casos, leia todas as regras e restrições com atenção, para não entrar numa fria. E tome cuidado para não sair comprando por impulso, apenas porque o preço está melhor do que de costume.

Serviços Online

Hoje, uma simples ida ao cinema envolve muito mais do que a entrada. Se colocar na ponta do lápis o estacionamento, o ingresso, o combo de pipoca + refri, o lanchinho após a sessão, vai descobrir que o lazer pode ser um barato, mas sai bem caro. Ainda mais, se você repetir o programa várias vezes ao mês.

Para não ter de abrir mão dos filmes que tanto quer assistir, a dica é o Netflix. Por uma pequena mensalidade, você tem à disposição uma enorme seleção de filmes atuais e clássicos de todos os gêneros, além de séries, documentários, shows e desenhos animados – quando quiser. Usando a tecnologia de streaming, a transmissão é feita via internet e você tem acesso à programação na TV, computador, tablet e até no celular.

Se a TV a cabo ou a locação de DVDs também está pesando no bolso, taí a solução!

Educação na Web

Mas não é só de compras e entretenimento que vive a internet.

A cada dia, mais brasileiros descobrem as enormes vantagens dos cursos online, começando pela incontestável relação custo x benefício.

Por um preço muito mais acessível, o aluno tem acesso a professores e palestrantes de todo o mundo e ferramentas complementares, que garantem não só a interatividade entre os participantes, mas também servem como recursos didáticos, que enriquecem a experiência da aula e tornam o aprendizado mais eficiente. Soma-se a isso a conveniência de evitar gastos com transporte, estacionamento, livros e, claro, do seu tempo!

No Brasil, a Open English é uma das pioneiras em educação online, trazendo para cá o curso de inglês moderno e prático, que conquistou toda a América Latina.

Há também o Veduca, com cursos acadêmicos, e o canal do TED, no Youtube, onde você pode assistir a palestras incríveis, sobre todos os assuntos, de graça!

Mas nem tudo são rosas. Dentre as empresas que oferecem produtos e serviços sérios, existem muitas que deixam a desejar. Evite dores de cabeça usando a web para buscar informações, testemunhais e opiniões de clientes. Uma ótima referência é o site Reclame Aqui, onde as empresas são ranqueadas, não apenas pelos problemas, mas pelas soluções apresentadas.

E aí? Vamos colocar em prática? Seu bolso agradece!

Para Viagem: Falando Inglês No Aeroporto

Enfim, férias!!! Finalmente vai rolar aquela tão esperada viagem! As malas já estão prontas… mas e o seu inglês?

Para você não ficar perdido, separamos algumas expressões essenciais, que vão salvar sua viagem em várias situações! Hoje a gente vai falar sobre como se virar no aeroporto.

Anote aí:

At the Airport (No Aeroporto)

Esse é o ponto de partida da sua viagem – ou o fim, quando estiver voltando.

A primeira coisa que você precisa saber é onde fica o terminal da sua companhia aérea, para fazer seu check-in e despachar as malas.

Dica: Antes de fazer uma pergunta em inglês, lembre-se sempre de pedir licença (excuse me), dizer bom dia (good morning, good afternoon, good evening) ou olá (hi, hello). E, no fim da conversa, agradeça pela ajuda! (thank you!, thanks for your help, have a nice day) Educação e gentileza são essenciais em qualquer língua!

Where is terminal 4? (Onde fica o terminal 4?) Se você estiver com dificuldade, pergunte a alguém. Você também pode usar as seguintes frases:

Could you help me find terminal 4? (Você poderia me ajudar a encontrar o terminal 4?)
How do I get to terminal 4? (Como eu faço para chegar ao terminal 4?)
Is this terminal 4? (Este é o terminal 4?)

 

Chegou lá? Agora é a hora do check-in. E este é o vocabulário que você precisa saber:

Airline – companhia aérea

The check-in desk – balcão de check-in

Your ID – sua identidade, um documento de identificação, de preferência, com foto

Your Passport – seu passaporte

Visa – visto de viagem

Boarding Pass / boarding card – cartão de embarque

Plane ticket – passagem aérea

Luggage – bagagem

Shipping your bags – despachando suas malas

Carry-on / carry-on bag – mala de mão

Excess baggage – excesso de bagagem

Flight number: número do voo

Time of arrival: hora de chegada

Time of departure: hora de saída

Boarding gate – portão de embarque

 

O passo seguinte é passar pela revista de malas (security check) e pela imigração:

Immigration – esse é o momento onde você passará pela polícia federal e mostrará seu passaporte e visto para obter permissão para entrar ou sair do país

 

Você pode ouvir coisas como:

Is this your first international trip? (Esta é sua primeira viagem internacional?)

What’s the purpose of your trip? Business or pleasure? (Qual o motivo da viagem? Trabalho ou passeio?)

How long are you staying there? (Por quanto tempo você ficará lá?)

Where are you staying? (Onde você ficará hospedado?)

Do you have a return ticket? (Você tem uma passagem de volta?)

How much money are you taking with you? (Quanto dinheiro você está levando com você?)

 

Assim que for liberado, pode relaxar em uma loja do freeshop ou na sala de espera (waiting area), onde sempre tem uma conexão de internet disponível (free wi-fi).

 

E lembre-se: viagem não é desculpa para parar de estudar. Com o seu tablet ou notebook, você pode acessar a Open English e continuar treinando seu inglês no aeroporto ou durante o trajeto de trem ou avião, por exemplo.

Time is Money! Expressões Em Inglês Sobre Tempo E Dinheiro

Em um mundo onde estamos a toda hora “multitasking” (ou, em bom português, fazendo milhões de coisas ao mesmo tempo), a frase “Time is Money” (Tempo É Dinheiro) já virou o mantra da vida moderna. Escutamos desde sempre que “Tempo é dinheiro”, mas hoje, no ritmo em que vivemos, onde as 24 horas não são suficientes para darmos conta de todos os nossos afazeres e compromissos, entendemos perfeitamente porque o tempo é tão precioso e vale mais do que ouro.

Na cultura americana isso também acontece e é bem refletido na linguagem do dia a dia, onde podemos encontrar várias expressões com tempo e dinheiro sendo usados neste contexto. Venha conhecer algumas com a gente:

  1. save time – leave time for other activities (poupe tempo)

Exemplo: Alice saves time by driving instead of walking.

  1. make time – find time or schedule a specific time (arrume/arranje um tempo)

Exemplo: I can make time to eat lunch with you on Tuesday.

  1. take time – need a significant amount of time (leva/demanda/requer tempo)

Exemplo: This homework is going to take time. You can’t finish it in one night.

  1. spend time – use time (passar um tempo)

Exemplo: Erin and Craig spend time with their grandma every Sunday.

  1. waste time – to not use time wisely (perder tempo)

Exemplo: I’m very busy. Please don’t waste my time.

Falando em tempo… se a agenda está apertada e você não consegue encaixar suas aulas de inglês na sua rotina, está na hora de conhecer o nosso curso.

Se você valoriza seu tempo e dinheiro, venha aprender inglês na Open English!

Os melhores resultados, no melhor prazo – o seu!

Que língua é essa? A influência da tecnologia nas palavras em inglês

Costumamos pensar que as línguas estão lá, prontinhas esperando para serem aprendidas, mas na verdade elas são vivas e evoluem junto com a cultura, o local e as pessoas que as falam. Prova disso são as novas palavras e expressões que vivem aparecendo em nosso dia a dia. Com o tempo, o que antes era gíria ganha espaço cativo no dicionário e não conseguimos nem nos lembrar de uma época quando não as usávamos.

Com o inglês não é diferente. Algumas das adições mais recentes incluem ferramentas tecnológicas, como programas de computador e sites de busca, que viraram verbos para descrever a ação de utilizá-los. Assim temos, por exemplo, Google, Skype, Blog e Photoshop.

  • Photoshop, como verbo, significa manipular digitalmente uma foto.
    The media has spotted Beyoncé clearly photoshopping her Instagram pictures.
  • Google é usado como verbo com o sentido de pesquisar algo na internet – de preferência, usando o Google Search.
    I knew it was his favorite book, so I googled it in order to impress him on our first date.
  • Skype, como verbo, quer dizer comunicar-se por voz/vídeo na internet, usando este programa.
    It’s so much cheaper to skype my folks than to call them on the phone from Boston.
  • Blog não é apenas um site pessoal. Como verbo, ele se refere ao ato de escrever e publicar posts.
    I was so taken by the menu that I knew I had to blog about the new restaurant as soon as I got home.

 

Fique ligado! Na próxima vez em que assistir a um filme, ler uma notícia ou escutar uma música em inglês, tente encontrar um destes exemplos ou descobrir outros para incorporar ao seu vocabulário e falar como um nativo.