Quiz: Você é um turista ou um viajante?

Pensando nas próximas viagens?  Você é um turista ou um viajante? Confira algumas ideas para suas férias! E não se esqueça de que o que não pode faltar para sua viagem ser perfeita são seus conhecimentos de inglês!

 

Intercâmbio em Inglês , lá vou eu! Do que você precisa para estudar fora?

Em 2014, mais de 230 mil brasileiros deixaram o país para estudar fora, segundo uma pesquisa divulgada pela Belta, Brazilian Educational & Language Travel Association. Esse número mostra um aumento de 15% em relação a 2013, e tudo indica que o crescimento continuará durante este ano.

Nem a instabilidade da moeda ou o cenário econômico parecem balançar este mercado, que vem movimentando anualmente trilhões de dólares no Brasil. Se os Estados Unidos ou a Inglaterra parecem opções inviáveis, outros destinos como Canadá, Austrália e África do Sul começam a despontar como alternativas (não se esqueça de que para aprender inglês, você nem precisa sair de casa! A Open English te ajuda, se esse sonho não for viável agora, ok? 😉 ).

Se você está louquinho para entrar para esta estatística e alçar voos a outros países, é preciso ter consciência de que não basta uma mochila nas costas e muita vontade de viver uma grande aventura. Seu sonho não vai sair do papel sem muita pesquisa e planejamento.

O ponto de partida é reconhecer como anda seu inglês. Dá para se virar? Ou você não conseguiria dizer uma só palavra, nem que sua vida dependesse disso? Seja honesto e veja em que categoria você se encaixa. Dependendo dela, você tem mais ou menos chances de escolher o curso que quiser. Porque, sim, passar alguns meses estudando fora, não precisa se resumir a estudar inglês. Existem cursos incríveis que misturam a língua à gastronomia, arte, ciência e àquilo que você mais gostar. Se você ainda estiver na escola, isso significa cursar a high school, e para acompanhar as aulas de matemática, história ou química, você terá de prestar um teste de inglês, como o TOEFL, para comprovar que possui conhecimentos suficientes para entender as matérias. O mesmo serve para qualquer curso de extensão, faculdade, pós, MBA e assim por diante. Então, planeje sua viagem de maneira que você tenha tempo de estudar e passar no exame solicitado.

Todos os anos, praticamente durante o ano todo, acontecem no Brasil inúmeras feiras que apresentam instituições estrangeiras e os programas que as mesmas oferecem a alunos de todas as faixas etárias e níveis de inglês. Nelas também é possível participar de palestras e workshops para tirar todas as dúvidas sobre intercâmbio em inglês – de visto a acomodação. A maior e mais famosa dessas feiras é o Salão do Estudante. Visite o site e veja quando será o próximo evento e em que cidade ele acontecerá.

A questão financeira é outra que merece atenção redobrada. Dela vai depender uma série de escolhas, como o destino, o tipo de curso, sua duração, tipo de acomodação, tamanho da cidade onde você se hospedará, etc. Para te ajudar, a gente pegou algumas dicas da revista Viagem e Turismo, no blog dedicado a tirar dúvidas dos candidatos a intercambistas:

“Comece cotando as passagens e estipulando o valor que você está disposto a gastar em uma viagem dessas.

Fazer um curso entrando em contato direto com a escola e resolver os pepinos “pré-viagem” (visto, trocar dinheiro, passagem) por conta própria sai mais barato do que um intercâmbio por agência. Entretanto, a viagem por conta própria está sujeita a contratempos que uma agência poderia resolver por você (incluindo visto, passagem e outras burocracias). (…)

É indispensável estar com a documentação em dia e o visto adequado para o seu curso. Também é importante ter documentos oficiais da escola e das acomodações para comprovar suas “intenções” ao entrar em um novo país. (…)

Vale ficar de olho nas bolsas de estudo e aproveitar algumas facilidades que as agências e outras instituições oferecem para os intercambistas.

A CI, agência de intercâmbio, por exemplo, dá uma forcinha na hora de comprar a passagem. Jovens de 12 a 34 anos que comprovarem que estão matriculados em um curso no exterior com duração mínima de 2 semanas podem ter um desconto de até 15% e outras vantagens como flexibilidade na remarcação de datas e paradas gratuitas dentro da rota. 

Já a casa de câmbio Ourominas, oferece desconto na compra das principais moedas procuradas por quem vai estudar fora: euro e o dólar canadense, americano ou australiano. Basta apresentar um comprovante de estudo.”

Animado para começar a traçar seus planos? Comece ganhando tempo! Venha trabalhar no seu inglês aqui, na Open English, e fique pronto para atender as exigências de qualquer curso. A gente te ajuda a chegar lá!

Aprenda de vez como usar adjetivos em inglês + infográfico

Adjetivos são palavras que servem para atrelar qualidades aos substantivos e aos pronomes, tanto em inglês quanto em português. No inglês, normalmente os adjetivos vêm antes do termo que se quer qualificar. Por exemplo:

You have beautiful hair.
Você tem um cabelo bonito.

He is a very loyal man.
Ele é um homem muito fiel. 

Mas e se você quiser usar mais de um adjetivo para caracterizar a mesma palavra? Nesse caso, saiba que existe uma ordem certa para posicionar os adjetivos em inglês na frase! Essa ordem pode ser vista com clareza no infográfico abaixo:

ordem de adjetivos

Vamos explicar:

Em resumo, quão mais ligado à sua opinião pessoal for o adjetivo, mais adiantado ele aparece na frase. Ou seja, os adjetivos mais fáceis de mudarem (afinal, quem é que não muda de opinião de vez em quando!) aparecem antes. Já os adjetivos que são mais difíceis de mudar com o tempo (por exemplo, a nacionalidade de alguém), são colocados mais para o final da frase. 

Vamos supor que você quer falar sobre um filme que é antigo, brasileiro e incrível:

This is an awesome old Brazilian movie.
Este é um incrível filme antigo brasileiro.

Se você quiser falar sobre um vestido que é amarelo, novo e feito de algodão:

I loved my new yellow cotton dress!
Eu amei meu vestido amarelo de algodão novo!

E se fosse para falar sobre um carro que é japonês, vermelho, charmoso e espaçoso

They bought a very charming roomy red Japanese car.
Eles compraram um espaçoso carro vermelho japonês muito charmoso.

Veja que a ordem os adjetivos não necessariamente fica a mesma na tradução para português. Afinal, cada língua é única e tem suas próprias regras e possibilidades!  

Para detalhar um pouco melhor a ordem dos adjetivos em inglês que mostramos no infográfico acima, os degraus da escala podem ser resumidos dessa forma:

Começo da frase

O – Opinion (Qual é a sua opinião pessoal?)

S – Size (Qual o tamanho?)

A – Age (Qual é a idade?)

S – Shape (Qual é o formato?)

C – Color (Qual é a cor?)

O – Origin (De onde é?)

M – Material (Do que é feito?)

Fim da frase

E para quem é de São Paulo (SP), fica ainda mais fácil lembrar dessa lista de ordem dos adjetivos em inglês: É só pensar nas iniciais, que formam OSASCO M. Sabemos que essa é uma dúvida muito frequente, então fica aí a dica para facilitar a sua memorização!

!DICA EXTRA!

Sufixos -ish e -y depois dos adjetivos em inglês

O sufixo -𝒊𝒔𝒉 é bastante ouvido quando se conversa de maneira mais informal em inglês. É adicionado principalmente no final de adjetivos e números, dando a ideia de “um tanto”, “aproximadamente”, “mais ou menos”.

It’s coldish outside, I’ll take a jacket.
Está meio frio lá fora, vou levar uma jaqueta.

Já o sufixo -𝒚, também muito ouvido em conversas mais informais em inglês, é uma forma de criar adjetivos a partir de um substantivo. Carrega o sentido de “dessa forma”, “com essa característica”. 

That place was a little too restauranty for me, I prefer to eat at home next time.
Aquele lugar tinha muita “cara de restaurante” pra mim, eu prefiro comer em casa na próxima vez.

E aí, aprendeu a colocar os adjetivos em inglês na ordem certa?

Comece seu curso de inglês online hoje, é fácil e rápido!

Expressões idiomáticas em inglês: That’ll be the day.

That’ll be the day = That probably won’t happen.

You can use the common expression, “That’ll be the day” when you believe that something will not happen.  Responding with “That’ll be the day”, is a way to express disbelief. You are saying that you think something is unlikely to happen.


Read the dialog and take the quiz below to test your comprehension:

Valerie: I think we may have to drive to the city this afternoon.

Marcus: Maybe there won’t be a lot of traffic today.

Valerie: That’ll be the day. Let’s take the train instead.

Marcus: You’re right. That might be a better idea.

Talk about it: Tell someone you don’t think that a situation is likely. Say, “That’ll be the day.” Keep getting better at English by taking unlimited live classes with American teachers available around the clock.

Not a student? Sign up to speak to one of our advisors today.

Pé na estrada: dicas para você aproveitar o melhor de Nova York

Poucas cidades no mundo estrelam tantos filmes, séries e programas de TV, ou inspiram um número tão grande de canções célebres, como Nova York. Não é à toa que a Big Apple é cenário e personagem de centenas de produções inesquecíveis! Tá aí um lugar que conquista à primeira vista!

Apesar de ser uma ilha, Manhattan é também uma metrópole com tantas facetas diferentes, que conhecê-la por inteiro é uma tarefa praticamente impossível, mas deliciosa. Talvez esse seja um dos grandes baratos de se visitar a cidade (e acabar voltando sempre que dá!). Cada viagem pode ser uma experiência completamente diferente, dependendo da época do ano ou dos programas que você tem em mente.

Se você está indo pela primeira vez, talvez seja impossível escapar do circuito turístico, e abrir mão de ver de pertinho a Estátua da Liberdade ou de subir até o topo do Empire State Building. Se você está retornando à cidade, certamente desejará aventurar-se e descobrir as baladas, shows, restaurantes, parques e programas que estão bombando.

Não importa que tipo de turista você é, confira estas dicas de viagem a Nova York que separamos e aproveite NY de ponta a ponta, do seu jeito!

QUANDO IR

A cada época do ano, a cidade oferece algum atrativo diferente e muito especial.

Primavera: as temperaturas começam a esquentar, bem como o ânimo dos nova-iorquinos, depois de um longo inverno. Vários bares, restaurantes e baladas se instalam ao ar livre, nos rooftops dos prédios, além de aulas de yoga e workshops de jardinagem. Outro programa imperdível é uma visita ao Brooklyn Botanic Garden, em maio, quando as cerejeiras começam a florir. Em maio também acontecem duas grandes liquidações: a de Mother´s Day e a do Memorial Day. Aproveite os preços baixos e faça a festa!

Verão: Shakespeare no parque e música ao ar livre. Quer mais algum motivo para enfrentar o sol escaldante? De junho a agosto, um grande palco é armado ao ar livre no Central Park (o SummerStage), por onde passam atrações musicais de todos os gêneros. Confira a programação aqui. Se a ideia é fugir do sol, aproveite o Museum Mile Festival, que acontece na segunda terça de junho, quando todos os museus localizados na 5ª Avenida têm entrada franca e o tráfico da rua é interrompido para dar lugar a workshops de arte, performances musicais, danças e muito mais.

Não deixe também de ver o que a cidade reserva para a comemoração do Independence Day.

Outono: Além do espetáculo gratuito de poder ver o Central Park trocando de cor, nos tons mais incríveis de laranja e amarelo, aproveite essa época para entrar em clima de Halloween! Bares, restaurantes e lojas se enfeitam com abóboras, teias de aranha e caveiras. No dia 31 de outubro, não perca a Halloween Parade e, se tiver coragem, saia pelas ruas fantasiado. Você verá que não será o único! Já no primeiro domingo de novembro, acontece a New York Marathon.

Inverno: Enfrentar o vento, a neve e as baixas temperaturas de NY no inverno não é para os fracos, mas tem as suas recompensas. Vá além da decoração natalina das vitrines das grandes lojas de departamento, como a Saks o Macy’s, e aproveite as duas maiores liquidações anuais: o Black Friday, no dia seguinte ao Thanksgiving, e o Boxing Day, no dia seguinte ao Natal. Se compras não é a sua praia, curta a disputadíssima temporada de música tradicional no Carnegie Hall ou o Quebra-Nozes, no Lincoln Center.

Para superar o frio, deguste as 20 variedades de chocolate quente que são oferecidas até fevereiro no Hot Chocolate Festival at City Bakery. E, no Ano Novo, procure calor humano no meio da multidão aglomerada na Times Square, para acompanhar de perto a cerimônia de “Descida da Bola”, que marca a virada do ano.

5 MOTIVOS PARA IR

1. Comer, comer, comer…

Cachorro-quente na rua? Foi-se o tempo em que esse programa era a cara da cidade. Prepare-se para morder a Big Apple e todas a guloseimas que ela tem a oferecer. Do sofisticado, premiadíssimo e salgado Marea, ao low budget e delicioso Shake Shack, cada cantinho de Manhattan tem uma opção que vai agradar seu estômago e o seu bolso. Se você quer conhecer os clássicos, visite o Delmonico’s, o restaurante mais antigo de Manhattan, o Russian Tea Room, o P.J. Clarke’s, o Zabar’s ou o Roberta’s. Quer se sentir no Sex and The City? Dê um pulo na Magnolia Bakery e pegue o seu cupcake, ou visite a Dylan’s Candy Bar e viaje instantaneamente para o mundo de Willie Wonka! Aos domingos, faça como os nativos e tome um brunch! As opções são intermináveis. Feche a noite com drinks em algum bar da moda, ou em um clássico como o Bemelmans Bar, no Carlyle Hotel. Para os fãs de cerveja, a Birreria, no Eataly é visita obrigatória.

2. Pontos Turísticos

Em uma única viagem você pode clicar a Estátua da Liberdade, o Empire State, o Chrysler e o Flatiron Building, o Central Park (com o tributo, Imagine, a John Lennon), o Ground Zero, a Manhattan Skyline, a Times Square, a Grand Central Station, o Rockfeller Center e alguns dos cenários dos seus filmes preferidos!

3. Museus

Tem para todos os gostos, idades e interesses! Entre os mais celebrados está o Metropolitan Museum of Art. Além de ser um dos maiores acervos do mundo, lá você poderá ver de perto um templo egípcio praticamente intacto, uma villa italiana, um jardim chinês, um templo hindu e artefatos das grandes civilizações orientais e ocidentais da antiguidade. Sem falar na coleção de armas, arte medieval, bizantina, esculturas, e pinturas europeias, com verdadeiras joias de Botticelli, Raphael, Leonardo, Monet, Cézanne, Van Gogh, Caravaggio, El Greco e outros mestres.

Já o Museu de História Natural, faz a alegria da criançada e dos fãs do filme “Uma Noite no Museu”. A grande estrela pode até ser a ossada de T-Rex e seus companheiros jurássicos, mas é impossível não se empolgar ao ver vestígios dos homens da caverna, como uma réplica da famosa Lucy, e acompanhar didaticamente a evolução da nossa e de outras espécies. Do mar até o espaço, está tudo muito bem representado e explicado! No mesmo prédio funciona um planetário incrível, que cobre os 13,8 bilhões de história do Cosmos.

Mas o cardápio artístico/cultural da cidade vai muito além, com outros museus igualmente importantes e imperdíveis, como o MoMa, o Guggenheim, o Whitney Museum, a Frick Collection, a Neue Galerie ou as galerias espalhadas por toda parte.

4. Compras

Pense em Disney Store, Apple Store, Tiffany & Co, FAO Schwarz, Saks Fifth Avenue, Macy’s, Bergdorf Goodman, Barneys, Michael Kors, MAC, Jimmy Choo, Prada, Kate Spade, Victoria’s Secret, Sephora, GAP ou Zara. Esses são apenas alguns dos nomes estrelados que esperam por você. Basta descer as Avenidas Madison, 5ª e 6ª e se deliciar com as opções. Se você procura por pechinchas, vá à Century 21 e ao Woodbury Premium Outlets e divirta-se!

Para os mais alternativos, as lojinhas e butiques do SoHo, Greenwich Village e Chelsea são o destino certo! Do vintage até as novas apostas da moda e acessórios com toque artsy, você encontrará tudo o que possa imaginar.

5. A Chance de Cruzar com Alguém Famoso!

Numa fila de restaurante, andando pela rua, passeando pelo Central Park, na saída de um teatro. Se você adora tietar astros, NY é o seu lugar!

Com teatros espalhados por toda a Broadway, musicais e peças em cartaz, além de shows e aparições em talk shows como o Tonight Show With Jimmy Fallon, são muitas as desculpas para que grandes atores e cantores estejam de bobeira pela cidade. Aproveite a oportunidade e consiga um autógrafo, uma foto ou apenas um tchauzinho de alguma personalidade do showbiz.

O SOM DA CIDADE

Agora que você já está por dentro de Nova York, curta nossa playlist e sonhe com a sua viagem!

Quer saber mais sobre as cidades americanas? Fique de olho nas nossas aulas ao vivo e não perca as aulas temáticas sobre os diferentes estados e cidades dos Estados Unidos. Esperamos por você!

Cinco continentes – um idioma

Agora que as tão esperadas férias estão quase aí, que tal começar a planejar sua próxima viagem? O que você tem em mente: um destino que lhe permita colocar seu inglês em prática? Conhecer algum país onde o idioma não seja um problema para você? Explorar locais exóticos e viver uma grande aventura, do começo ao fim, sem entrar em uma fria? Ainda que a ideia seja curtir uma viagem de descanso e lazer, é possível unir o útil ao agradável, e acrescentar um pouco de aprendizado nas suas férias!

Para facilitar sua decisão, separamos alguns dos lugares mais bacanas do planeta, onde o inglês é usado como a língua principal – ou pelo menos, como segunda língua. São cinco continentes.

NAS AMÉRICAS

Os Estados Unidos são o destino número um, recebendo a maior quantidade de turistas de todo o continente americano. Já o Canadá não fica muito atrás, e segue de perto, ocupando a terceira posição do ranking. Quando o assunto é intercâmbio ou um curso de imersão, a situação não muda muito e estes dois países são os mais procurados do continente. Mas isto não quer dizer que não existam outras opções, inclusive mais em conta!

É verdade que tanto Estados Unidos, quanto Canadá já são um prato cheio, oferecendo cidades grandes e pequenas, paisagens incríveis que vão desde desertos e regiões montanhosas a praias, lagos, rios, florestas e geleiras. Mas que tal treinar inglês em uma praia paradisíaca no Caribe? Entre as colônias inglesas do Caribe e do Atlântico, tem destinos para todos os gostos. Entre os mais encantadores estão: Belize, Guiana Inglesa, as Ilhas Virgens Britânicas, Trinidad e Tobago, Bahamas e Jamaica.

NA EUROPA

Na Europa, o Reino Unido (Grã-Bretanha, Escócia e Irlanda) é o líder absoluto, ostentando com orgulho sua fama de deter o “inglês real” (tanto por ser o berço do idioma, como da realeza britânica). Aqui as opções são tão variadas quanto os sotaques que você ouvirá de região para região. As vantagens? Nomes como Londres, Dublin e Edimburgo já dizem tudo! Some a isso a possibilidade de passar meses descobrindo minúsculas cidades medievais, apreciando paisagens que parecem ter saído direto de um conto de fadas, uma lenda arthuriana e ou uma história de gnomos… e no fim do dia, estar na companhia do melhor whisky do planeta ou de algumas das melhores cervejas do mundo, como a Guinness.

Outras alternativas no continente incluem Malta – onde o inglês também é a língua oficial -, Áustria, Dinamarca, Luxemburgo e Suécia (onde o idioma é o segundo mais falado). Ainda que seu destino preferido não esteja nesta lista, viaje tranquilo, pois é possível rodar praticamente toda a Europa com a maior tranquilidade, contando apenas com o seu inglês.

NA ÁSIA/ORIENTE MÉDIO

Surpreso? Ainda que à primeira vista pareça ser um lugar improvável para topar com alguém que fale inglês, o idioma pode ser ouvido por todos os lados na região do Oriente Médio, sendo muito falado ou até o idioma oficial em locais como Bangladesh, Brunei, Israel e Malásia. No sudeste asiático podemos destacar a Índia, Paquistão, Filipinas, Hong Kong e Singapura.

NA ÁFRICA

Paradisíaco, complexo e fascinante, o continente africano, com todas as suas cores e etnias, idiomas e culturas, é também um canto do mundo onde o inglês pode soar improvável, mas não é! Muitos países, principalmente aqueles que têm um passado colonial ligado à Inglaterra, utilizam a língua. Para um programa turístico e linguístico, que tal um safari no Zimbábue ou na Tanzânia, ou ainda, uma degustação nos vinhedos da África do Sul?

NA OCEANIA:

A Austrália e a Nova Zelândia, ambas únicas, com floras e faunas exóticas e praticamente intocáveis, vêm ganhando cada vez mais espaço no coração dos jovens turistas e intercambistas, que querem estudar e treinar inglês in loco. Mesmo com as particularidades do “inglês australiano”, cujo sotaque é um desafio até para os nativos em inglês do resto do planeta, você conseguirá se comunicar sem problemas nestas enormes ilhas, que oferecem aventura, cultura e paisagens surreais.

Viu? Cada continente tem muito a oferecer quando o assunto é inglês. Com essas ideias e dicas em mente, planeje sua viagem com calma, treine as frases essenciais e aprenda algumas novas antes de partir para sua próxima aventura. Se quiser treinar mais para ficar afiado, conte com as atividades de prática da nossa plataforma ou com nossas aulas ao vivo.

Have a good trip!

10 Frases de Amor em Inglês para os Namorados

A linguagem que todo mundo entende

Enquanto o inglês é considerado o idioma global e a música, a linguagem universal, não há dúvidas de que existe uma linguagem compartilhada por toda a humanidade, que dispensa todas as palavras, mas diz muito mais do que qualquer uma. Sim, estamos falando do amor!

Você provavelmente já deve saber que o Dia dos Namorados, comemorado por aqui no dia 12 de junho, é uma festa brasileira e que a maioria dos países do mundo celebram o amor no dia 14 de fevereiro, dia de São Valentim (Valentine’s Day), o padroeiro dos casais enamorados. Não é que os brasileiros sejam do contra, mas nosso Dia dos Namorados tem razões históricas e herança em nossas raízes portuguesas. A data cai exatamente na véspera do Dia de Santo Antônio, o santo casamenteiro, e um dos 3 grandes homenageados das nossas “Festas Juninas”. E simpatias para cair nas boas graças do Santo e atrair o amor não faltam: de colocar a estátua do pobre santo de cabeça para baixo dentro do armário, até buscar o famoso Pãozinho de Santo Antônio e presenteá-lo a um amigo(a) solteiro(a). Mas claro, isso você também já deve saber!

Por outro lado, será que você sabe como expressar todo o seu amor em inglês? Preste atenção nesta dica e aprenda as 10 melhores frases de amor em inglês, para que sua cara-metade só tenha olhos e ouvidos para você!

Na prática

Quando o assunto é AMOR, já dizia Blaise Pascal, “o coração tem razões que a própria razão desconhece”. Em meio a tanta confusão, tudo o que você não precisa é criar ainda mais! Então, cuidado redobrado! Seja claro sobre seus sentimentos e intensões – em qualquer língua! Use estas palavras, não só para conquistar o inglês, mas para conquistar em inglês 😉

  1. Be my Valentine
  2. Love is a moment that lasts forever
  3. My love speaks louder than a thousand words
  4. I belong to you
  5. My heart is yours
  6. I’m weak in the knees
  7. Looking at you gives me fluttering butterflies in my stomach
  8. You’re beautiful inside and out
  9. All we need is love
  10. Love is in the air

Será que você consegue descobrir o significado destas frases? Se a tarefa for difícil, corra e consulte o dicionário ou o tradutor, ambos disponíveis na nossa plataforma.

Que tal trabalhar um pouco no seu vocabulário? Tente criar suas próprias frases usando o glossário que separamos para você:

Glossário do Amor

Valentine namorado(a); apaixonado(a); casal para comemorar o Dia de São Valentim; presente com cartão de Feliz Dia de São Valentim

Romantic romântico

Infatuation paixão; obsessão/desejo

Aphrodisiac afrodisíaco

Unrequited não correspondido

Sweetheart querido(a)/amor/coração (apelido carinhoso)

Heart-shaped com formato de coração

Date encontro (sair com alguém)

Bouquet ramo de flores, buquê

Candlelight luz de velas

Xoxo beijos (forma informal de se despedir com beijos em uma carta)

http://www.vocabulary.cl/Lists/Valentines_Day.htm

Mostre que você é competente em matéria de amor!

Treine sua pronúncia e aumente seu vocabulário, aprendendo a letra destas músicas em inglês, onde o tema, claro, só poderia ser o amor! Anote as palavras desconhecidas no seu caderno de anotações e, depois, consulte o dicionário ou o tradutor para descobrir seus significados. Todas estas ferramentas, e muito mais, estão disponíveis online na plataforma de estudos. Use e abuse!

Bright Eyes -First Day of My Life

Adele – “Love Song”

Chet Baker –“My funny Valentine” 

Elvis Presley “Can’t help falling in love” 

XOXO

Inglês e dinheiro! Um glossário financeiro para bancos e caixas eletrônicos

Para quem está viajando a trabalho ou se mudou para um país onde o idioma oficial não é igual ao seu, comunicar-se pode ser um desafio e, muito provavelmente, falar inglês pode ser a sua “salvação”.

Pense em algo essencial, como realizar transações financeiras, seja no banco ou no caixa eletrônico. Estamos falando do seu dinheiro! É preciso que você preste a maior atenção e saiba o que está fazendo para acabar não tendo algum tipo de prejuízo.

Ajuda também conhecer o vocabulário básico e as expressões mais usadas quando o assunto é finanças. Tendo isto em mente, elaboramos uma lista super útil:

 

ENGLISH PORTUGUESE ENGLISH PORTUGUESE
1 a deal Um acordo, negociação 26 debts Dívidas
2 A.T.M. – automated (or automatic) Teller Machine Caixa eletrônico 27 deposit Depósito
3 account Conta 28 depository Depositário
4 account balance Saldo da conta 29 digital signature Assinatura digital
5 advance Adiantamento 30 Direct debit Débito automático
6 approved Aprovado 31 Expenses Despesas
7 availability Disponibilidade 32 Failed transaction Operação falha
8 bank Banco 33 Financial Financeiro
9 bank balance Saldo bancário 34 Funds Fundos
10 bank teller Caixa de banco 35 Key Chave ou senha
11 billionaire Bilionário 36 Lend Emprestar
12 bills Contas 37 money Dinheiro
13 bonus Bônus 38 Money order Ordem de Pagamento
14 borrow money Pedir um empréstimo 39 Mortgages Hipoteca
15 change Troco ou trocado 40 Offline Offline
16 charge Cobrança 41 Owe Dever
17 check Cheque 42 Owner Dono
18 client/customer Cliente/correntista 43 P.I.N. personal identification number Número pessoal de identificação ou código de segurança
19 commission Comissão 44 Pay rise Aumento salarial
20 confirmation Confirmação 45 Payment Pagamento
21 consultation Consulta 46 Payment instrument Instrumento de pagamento
22 credit card Cartão de Crédito 47 Personal loans Empréstimos pessoais
23 currency Moeda 48 Rates Taxas, tarifas
24 current account Conta corrente 49 tax Impostos
25 debit Débito 50 transferability Condição de transferência

 

ENGLISH PORTUGUESE
1 Could I have a statement, please? Poderia me mostrar o saldo mensal, por favor?
2 Could I order a new checkbook, please? Gostaria de solicitar um novo talão de cheques, por favor.
3 Could you give me some change? Você poderia trocar este dinheiro para mim, por favor?
4 Could you give me some smaller notes? Você poderia me dar notas menores?
5 Could you tell me my balance, please? Você poderia informar meu saldo, por favor?
6 Do I have to endorse (sign) this check? Eu preciso assinar este cheque?
7 Enter your PIN Digite seu código de segurança (senha)
8 How many days will it take for the check to clear? Quantos dias vai demorar para o cheque cair?
9 How would you like the money? Como você gostaria de receber o dinheiro?
10 I want to make a withdrawal Gostaria de sacar dinheiro
11 I want to report a… Gostaria de informar/denunciar/reportar…
12 I want to withdraw (deposit) some money Gostaria de sacar (depositar) uma quantia
13 I would like to send money to ______ Gostaria de enviar dinheiro a______
14 I’d like some … Gostaria de…
15 I’d like to cancel a check Gostaria de cancelar um cheque
16 I’d like to deposit this check, please Gostaria de depositar este cheque, por favor
17 I’d like to make a deposit into my account, please Gostaria de fazer um depósito na minha conta, por favor
18 I’d like to open a business account Gostaria de abrir uma conta para minha empresa / pessoa jurídica
19 I’d like to open a personal account Gostaria de abrir uma conta pessoal / pessoa física
20 I’d like to open an account Gostaria de abrir uma conta
21 I’d like to order some foreign currency Gostaria de comprar um pouco de moeda estrangeira
22 I’d like to transfer some money to this account Gostaria de transferir uma quantia para esta conta
23 I’d like to withdraw one hundred dollars, please Gostaria de sacar 100 dólares, por favor
24 I’ve forgotten my Internet banking password Eu esqueci a senha do meu internet banking
25 I’ve forgotten the PIN number for my card Eu esqueci o código de segurança do meu cartão
26 I’ve got my… Tenho meu…
27 I’ve lost my bank card Perdi meu cartão de débito/cartão do banco
28 ID card Carteira de identidade
29 Identification Identidade/Identificação
30 Insert your card Insira seu cartão
31 Insufficient funds Fundos insuficientes
32 lost credit card Cartão de crédito perdido
33 Passport Passaporte
34 stolen credit card Cartão de Crédito roubado
35 US dollars Dólares americanos
36 What’s the exchange rate for dollars? Qual a taxa de câmbio do dólar?
37 Where can I find an ATM? Onde encontro um caixa eletrônico?
38 Where is the nearest bank? Onde fica o banco mais próximo?
39 Which window should I go to? A qual guichê devo me dirigir?

 

Viu como o inglês facilita a sua vida? Aprenda mais!  Agora você tem em mão um dicionário financeiro com todo o vocabulário necessário para se virar em um banco ou em um caixa eletrônico!

10 palavras e frases para sobreviver em uma Startup americana

As chamadas startups vêm dominando o mundo empresarial nos últimos anos. Mas o que são elas exatamente? Em linhas gerais, as empresas startups são companhias criadas recentemente, que estão na fase de arranque / de criação de produto e de levantamento de mercado. Ainda que não estejam limitadas a um segmento ou mercado, a maioria destas empresas, num primeiro momento, faz parte do mundo da tecnologia e do desenvolvimento de aplicativos móveis (mobile), gerando muitos lucros a seus investidores. A América Latina vem se tornando um celeiro de empresários. Com uma classe média em crescimento e a melhoria da infraestrutura da Internet, muitos latino-americanos estão correndo para criar empresas inovadoras. No entanto, muitos optam por passar uma temporada em outros países, a fim de ganhar experiência profissional, trabalhando em startups americanas, inglesas ou israelenses.

Se você é um destes, que está de malas prontas para trabalhar fora do país, ou tem planos de fazer isto no futuro, com certeza precisará de um bom domínio da língua inglesa. Mas isto não será suficiente. Também será necessário conhecer as expressões, jargões e palavras da moda (buzzwords) que permeiam o linguajar destas jovens empresas.

A seguir, dividiremos com você as 10 palavras e frases que o ajudarão a se preparar para trabalhar em uma empresa startup americana. Anote aí!

1. ping – fazer contato com alguém, geralmente por e-mail ou mensagem de texto.

Ex. Ping me if you have any questions.

2. wrap up – terminar ou concluir algo, geralmente uma reunião ou projeto.

Ex. I’ve got another call in a couple of minutes, so let’s wrap this up.

3. monetize – capitalizar, fazer dinheiro com a venda de produtos e serviços.

Ex. The app is free, but we’ll monetize with our in-app purchases.

4. circle back – voltar a se reunir com alguém, especialmente para oferecer atualização de informações.

Ex. Let’s circle back at the end of the day. I want to know how our ads are performing.

5. iterate – fazer ou tentar fazer algo novamente, especialmente depois de já ter sido feito, mas sem sucesso.

Ex. The UX is not intuitive, so we’ll have to iterate on this some more.

6. launch – lançamento de um produto ou recurso pela primeira vez.

Ex. The launch is just around the corner, but we have so many bugs to fix.

7. leverage – usar algo para sua vantagem.

Ex. Let’s leverage our unpaid interns and have them take control of our social media campaigns.

8. MVP – Produto Mínimo Viável (sigla em inglês); a versão básica de um produto que está pronto para ser lançado, geralmente é uma versão imperfeita, que não possui recursos adicionais.

Ex. Let’s aim to have an MVP ready by the end of next week.

9.scalable – um modelo de negócio que pode adaptar-se facilmente a mercados muito maiores, sem custos adicionais.

Ex. I don’t think this idea is scalable.

10. crush it! – uma interjeição de emoção, geralmente usada para motivar a equipe ou para reconhecer um excelente resultado.

Ex. The back-end developers crushed it this week!


Sobre o autor

Stephen Mayeux vem ensinando inglês nos Estados Unidos e na Coreia do Sul por mais de sete anos. Ele gosta de usar Hip-Hop em suas aulas e escreve periodicamente sobre o tema no site ESLhiphop.com. Quando não está fazendo vídeos de ELT para a Gallery Languages ou para a ESL-Library, Stephen dedica-se a seu mais recente projeto empresarial, a OPIc Star – um curso em vídeo para coreanos que estão aprendendo inglês.

 

15 palavras parecidas em inglês que você entende errado

Quem já assistiu a um filme em inglês prestando atenção na fala dos personagens, sabe: existem várias palavras em inglês parecidas com português. Isso é um fenômeno interessante que tem a ver com a história da formação original dos idiomas, e apesar de serem línguas diferentes, muitas vezes, as palavras parecidas em inglês de fato significam o que parecem. Por exemplo:

  • Emotion – Emoção
  • Music – Música
  • Different – Diferente 
  • Example – Exemplo
  • Reaction – Reação

Até aqui, nenhuma dúvida, certo? Não tem nem como!

Essas palavras em inglês que parecem significar algo em português, e realmente significam, são chamadas de palavras cognatas. E elas são uma verdadeira mão na roda para os estudantes, pois deixam a compreensão desse vocabulário muito mais intuitiva. 

A grande questão são sempre os falsos cognatos, carinhosamente apelidados de “falsos amigos”. Nada mais são do que palavras em inglês parecidas com português, mas que significam outra coisa completamente diferente. São palavras parecidas em inglês porém “enganosas”, que te levam a uma conclusão errada se você não tiver a informação em mente.

Prejudice se parece com Prejudicar

College se parece com Colegio

Push se parece com Prejudicar

Essa relação entre cognatos e falsos cognatos pode dar um belo nó na cabeça de quem está aprendendo inglês. Afinal, podem até ser erros divertidos, mas também “perigosos” se você estiver em uma conversa em outra língua na vida real. 

Fabric se parece com Puxar

Journal se parece com Fabrica

Mas como não cair na enganação de um falso cognato?

Não tem jeito: você precisa fortalecer seu vocabulário! Os falsos amigos são traiçoeiros mesmo, e o único jeito de se proteger deles é treinando. Abaixo, preparamos uma lista com alguns exemplos de palavras em inglês parecidas com português mais frequentes na hora de confundir nossos alunos. Perceba como algumas destas palavras mantêm semelhanças ou até alguma intenção etimológica, e outras são totalmente desprovidas de qualquer vestígio, sendo apenas falsos cognatos mesmo.

Aprenda estas palavras em inglês parecidas com português e evite confusões!

Termo em Inglês Tradução em Português Equivalência falsa
Actually De fato; Realmente Atualmente
Adept Especialista, conhecedor profundo Adepto
Altered Trocado; modificado Alterado (estado de ânimo)
Amass Acumular; juntar Amassar
Alias Pseudônimo Aliás
Cart Carrinho; carreta; carroça Carta
Cigar Charuto Cigarro
Contest Concurso Contestar
Collar Gola Colar
Ingenuity Criatividade Ingenuidade
Mayor Prefeito Maior
Realize Perceber; reconhecer Realizar
Record Gravar Recordar
Rope Corda Roupa
Ultimately Por último; Finalmente Ultimamente

 

Esta lista é só o começo! Se quiser conhecer mais vocabulário, não deixe de começar seu curso de inglês online com a gente para participar das nossas aulas ao vivo! Faça quantas lições quiser, a qualquer hora do dia. Nos vemos online!