Você já deve saber que aqui no Brasil algumas pessoas chamam mandioca de macaxeira lá pelo Nordeste, ou de aipim mais pro Sul. Você também sabe que São Paulo e Rio de Janeiro travam um debate infinito sobre “biscoito vs. bolacha” e que às vezes as gírias e expressões de um estado formam sua completa identidade, certo? Bom, quem sabe esse seja um dos motivos para que o português seja considerado uma das línguas mais difíceis do mundo!

Mas veja só, no inglês não é diferente! A diferença é que ao invés da língua mudar só pelos estados, também muda num quesito global! Existem palavras totalmente diferentes para a mesma coisa nos Inglês dos Estados Unidos, inglês britânico e inglês da Austrália! Interessante, não é?

 

Esse é o motivo que você encontra até mesmo nativos desses países confusos sobre a ortografia de uma palavra, até porque tem mais de um jeito certo! Por exemplo, no inglês americano a palavra para “cor” é “color”, já no inglês britânico o certo é “colour”. A curiosidade é que, caso alguém não conhecesse a diferença entre esses países, esse “u” ou a falta dele poderia fazer o leitor pensar que é um erro gramatical.

 

Os australianos mal pronunciam o “r” no meio das palavras e também tendem a encurtar muitas palavras para diminutivos com o final ‘o’. Assim, “station service” se torna “servo” e “afternoon” torna-se “Arvo” etc.

No inglês australiano, o sotaque está entre o inglês britânico e americano.

 

Por isso, é sempre importante saber um pouco sobre o país antes de conhecê-lo. Assim, você pode ter certeza que você não está contrariando nada em quesito de cultura e não correr o risco de não ser entendido caso esteja tentando falar alguma palavra do inglês da austrália na Inglaterra!

 

Pronúncia:

 

Existem algumas diferenças, como por exemplo na sílaba que recebe maior entonação ou o som das vogais em cada país ou ainda, regiões desses países. Até aí tudo bem, porque no Brasil acontece o mesmo! No alfabeto do inglês, a letra que mais afeta a pronúncia das palavras é a “R”.  Por exemplo, no inglês dos Estados Unidos o “R” é pronunciado muito mais claramente do que no inglês Australiano e Britânico, que quase sempre é silencioso. Um exemplo disso é a palavra “carro”, “car” em inglês, onde o britânico pronúncia apenas “CáA”, já o americano marca o “R” com “CáR”.  Para completar, no inglês australiano tudo é muito peculiar! Como já citamos, isso porque muitos sons e fonéticas são eliminados em palavras ou frases inteiras. Um exemplo comum é que os australianos ao invés de pronunciar “Have a good day” (Tenha um bom dia), eles apenas optam por falar “G’day”.

 

Ortografia:

 

Como já demos de exemplo, algumas palavras entre esses tipo de inglês tem uma letra a mais ou a menos. Você pode pegar como exemplo a palavra “Avião”, que no inglês dos Estados Unidos se escreve “airplane”, enquanto os britânicos utilizam “aeroplane.” Logo, a pronúncia para o inglês da Inglaterra tem a letra “o” muito mais audível. Outra coisa que muda entre os três países é o “our” no final das palavras, como por exemplo: color, flavor.  Na Inglaterra e na Austrália, essas palavras são escritas com “ou” no fim, sendo assim “colour” e “flavour”, já o inglês americano mantém apenas o “or”. Além disso, também apresentam diferenças nas palavras com o fim em “er”: os americanos pronunciam o “er”, como na palavra “Entertainer” (Animador), já os britânicos e australianos pronunciariam como “enterteiná”, com a sílaba aberta. Também temos a diferença em palavras com o fim em “ize”! Os americanos usam “ize” enquanto os australianos e britânicos finalizam as mesmas palavras com “ise”, como por exemplo “Realize”, “Realise” (Perceber).

 

Vocabulário:

 

Com tantas pequenas diferenças, é claro que algumas palavras do vocabulário seriam diferentes. Separamos uma lista de palavras totalmente diferentes no inglês dos Estados unidos, inglês da Inglaterra e Austrália:

 

INGLÊS AMERICANO INGLÊS BRITÂNICO INGLÊS AUSTRALIANO
FALL AUTUMN AUTUMN
PANTS/SLACKS TROUSERS TROUSERS/SLACKS
UNDERWEAR/BRIEFS/

JOCKS

PANTS/UNDIES UNDIES/GRUNDIES

UNDERDECKS

THONGS/G-STRING THONGS G-STRING
FLIP-FLOPS FLIP-FLOPS THONGS
GARTER BELTS SUSPENDERS GARTER BELTS/

SUSPENDERS

PACIFIER DUMMY DUMMY
ERASER RUBBER RUBBER
CONDOM RUBBER FRANGERS
BACHELOR PARTY STAG NIGHT/PARTY BUCKS PARTY
STAG NIGHT
BACHELOR PARTY
BACHELORETTE PARTY HEN NIGHT
PARTY
HEN NIGHT
PARTY
RUCKSACK SACK BAG
RESTROOM BATHROOM BATHROOM
NIGHTSTAND BEDSIDE CABINET

CUPBOARD

BEDSIDE CABINET

CUPBOARD

BUG BUG BEETLE
GUY LAD BLOKE
RESERVATION BOOKING BOOKING
JANITOR CARETAKER CARETAKER
DUVET DUVET DOONA
SWEATER JUMPER JUMPER
APARTAMENT FLAT FLAT/UNIT
FINISH QUIT QUIT
SIDEWALK PAVEMENT FOOTPATH
PAVEMENT
SHIPPING FREIGHT FREIGHT
BANGS FRINGE FRINGE
GREETING CARD NOTE CARD NOTE CARD
SOCCER FOOTBALL FOOTBALL
ELEVATOR LIFT LIFT
DRUGS MEDICINE MEDICINE
CABLE TV PAY TV PAY TV
ELEMENTARY SCHOOL PRIMARY SCHOOL PRIMARY SCHOOL
TRASH RUBBISH RUBBISH
STORE SHOP SHOP
POLL SURVEY SURVEY
CART CART TROLLEY
FLASHLIGHT TORCH TORCH
WARDROBE CLOSET CLOSET
DIAPER NAPPY NAPPY
SANDSHOES
GYM SHOES
TRAINERS

JOGGERS

TRAINERS

JOGGERS

COOKIES BISCUITS BISCUITS
BICCIES
DINER CAFE CAFE
CHOCOLATE CHOCOLATE CHOCCY
FROSTING ICING ICING
JELLY JAM JAM
CANDY SWEETS LOLLIES
CANTALOUP CANTALOUP ROCKMELON
SODA SODA SOFT DRINKS
AIRPLANE AEROPLANE AEROPLANE
PARKING LOT PARKING LOT CAR PARK
MOTORCYCLE MOTORBIKE MOTORBIKE

 

Outra diferença é o uso de adjetivos ao invés de advérbios no inglês americano. Por exemplo, ainda que seja um inglês totalmente informal e gramaticalmente seja considerado errado, um americano diria “You did good”, o que seria um adjetivo no sentido da ação que a pessoa fez ter sido algo bom, já no inglês britânico seria usado o “You did well” no caso advérbio, indicando que o que a pessoa fez foi algo bom, não só ação.

Uma diferença muito comum é a formação do pretérito de alguns verbos irregulares. A tendência no inglês americano é usar o particípio passado como a forma do pretérito. Exemplos incluem “shrunk” como o pretérito de “shrink” em vez de “shrank” e “seen” como o passado de “see” em vez de “saw”. Outra diferença notável é usar o verbo igual, tanto para o tempo passado como para o presente!  

Outra coisa interessante é o uso do gerúndio ao invés do infinitivo em situações casuais!

Exemplo:

“Nice meeting you” no gerúndio, usado por americanos no fim da conversa, para reforçar que foi bom conhecer a pessoa. Já no inglês britânico seria “Nice to meet you”, no infinitivo.

No inglês britânico a expressão “Nice to meet you” pode ser usada também quando se encontra alguém. Os britânicos apenas usam “Nice meeting you” depois de uma reunião ou algum compromisso que foi agendado previamente, ou seja: no fim da conversa. Essa distinção entre gerúndio e infinitivo não existe no inglês americano.

Você pode aprender mais inglês e suas variações com a Open English! Nossos professores são nativos americanos e você pode fazer quantas aulas ao vivo quiser, 24 horas por dia! Elas começam a cada meia hora e você tem contato com outros alunos que também estão aprendendo no mesmo nível que você.

 

Aprenda inglês de verdade com a Open English: Comece hoje!

Comentarios: